Projeto substitui postes por árvores na Vila Olímpia

0
31

O Projeto Urban Futurability, que pretende fazer da Vila Olímpia um bairro digital, foi criado pela Enel, concessionária de energia da capital. Nesta segunda-feira (21), Dia da Árvore, o primeiro poste foi trocado por um Ipê amarelo e a ideia é que até o fim do ano 279 postes sejam removidos e 24 árvores sejam plantadas na região


Nesta segunda-feira (21), Dia da Árvore, a Enel realizou a primeira ação de plantio de árvore do Projeto Urban Futurability, que pretende fazer da Vila Olímpia um bairro digital e substituiu um poste de energia elétrica por uma muda da espécie handroanthuschrysotrichus, mais conhecido como Ipê amarelo.

Além de um Ipê amarelo na Vila Olímpia, a concessionária de energia elétrica da capital também plantou duas espécies Campomanesia paia (Cambuci) na Praça Augusto Rademaker Grunewald, no Itaim Bibi.

Até o fim do ano, 279 postes serão removidos e 24 deles serão substituídos por Ypês, uma planta mais adaptável ao cenário urbano. “O principal critério de escolha são árvores que sejam frutíferas ou que tenham atrativos para a fauna. Então, a ideia é atrair os pássaros de volta a essa região e o Ipê faz isso muito bem”, disse o gestor ambiental Francisco Martins de Almeida Rollo.

Além da fiação elétrica, os postes sustentam fios de telefonia e internet, que também precisam ser removidos: são mais de 300 empresas de telecomunicação na região metropolitana.  A capital tem mais de 39 mil km de fios aéreos e, até novembro deste ano, cerca de 52 km devem ser enterrados em sete bairros da região central, ou seja, 2 mil postes a menos nas ruas.

Desde 2006 existe um decreto municipal que obriga a fiação subterrânea na capital e já previa o plantio de árvores no lugar dos postes. Porém, de acordo com a Enel, apenas 5,7% da rede elétrica está enterrada.

PROJETO URBAN FUTURABILITY

O projeto Urban Futurability pretende criar uma réplica digital em 3D da rede elétrica da Vila Olímpia e instalar quase 5 mil sensores que coletarão dados sobre as condições da rede, auxiliando na localização dos defeitos da rede.

A empresa pretende levar ao bairro mais de 40 iniciativas de inteligência artificial e digitalização, todas inéditas na América do Sul.

“A gestão da energia do bairro será feita por processos digitalizados e inteligência artificial com a instalação de sensores que coletam dados sobre as condições da via. O investimento no projeto Urban Futurability, por meio de recursos P&D – Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento da Aneel, na Vila Olímpia é de R$ 125 milhões”, informou a Enel.

PODA DE ÁRVORES

Em junho deste ano, Enel e Prefeitura firmaram um acordo que pretende melhorar o serviço de poda de árvores na cidade de São Paulo. A Enel desenvolveu um sistema eletrônico para que a Prefeitura tenha mais agilidade para fiscalizar as podas realizadas pela Enel.

“Esse sistema tornará mais rápida e eficiente a troca de informações entre os órgãos envolvidos e, com isso, a redução dos prazos de execução dos serviços, que passou de 90 para 60 dias. Só neste ano foram feitas 180 mil podas de árvores na cidade. Outra novidade do convênio é que os resíduos gerados pela poda realizada pela prefeitura agora são recolhidos pela Enel”, explicou a Enel.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.