Alunos da rede estadual de ensino começam as aulas a distância nesta segunda-feira (27)

0
432

As aulas acontecem através do aplicativo Centro de Mídias São Paulo, que vai funcionar como uma TV ao vivo. Segundo o Governo, as aulas presenciais devem retornar em julho, num sistema de rodízio: uma parte dos alunos volta para a escola e outra parte continua em casa, com as aulas à distância, para que não haja aglomeração


Começa nesta segunda-feira (27) as aulas na rede estadual de educação, porém, a distância, através de aplicativos e da internet, para que os alunos permaneçam em isolamento social, principal medida de combate ao coronavírus.

As aulas acontecem através do aplicativo Centro de Mídias São Paulo, que vai funcionar como uma TV ao vivo, com conteúdos pedagógicos e videoaulas sobre diversos assuntos. Além do app, o conteúdo também está disponível nos canais digitais 2.2 – TV Univesp e 2.3 – TV Educação, numa parceria com a TV Cultura.

“Os alunos poderão assistir às aulas ao vivo e interagir pelo aplicativo ou pelo celular. O aprendizado deve acontecer de qualquer forma e em qualquer lugar para as nossas crianças. O aplicativo terá canais como filosofia, português e no meio terá a figura central do professor, que irá permitir a interação. As aulas serão ao vivo, preferencialmente, e os alunos também podem entrar e conversar pelo chat e baixar materiais”, explicou o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares.

Segundo o Governo, todos os alunos terão acesso ao app porque não haverá custos de internet, já que o Governo vai custear através de um contrato com as operadoras Claro, Tim, Vivo e Oi.

A partir desta segunda-feira (27), também começa a entrega dos materiais de estudo para auxiliar os alunos nas aulas: os kits contêm apostilas de matemática e língua portuguesa, além de gibis da Turma da Mônica, livros paradidáticos e manual de orientação para as famílias. Os kits serão entregues nas escolas e os alunos devem fazer a retirada, evitando aglomerações.

As aulas online seguem uma programação de acordo com a série/ano do estudante, começando as 7h30. Confira a programação do Centro de Mídias e dos canais TV Univesp e TV Educação:

RETORNO AS AULAS PRESENCIAIS

Segundo o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, a  partir de julho os alunos das escolas estaduais e municipais voltam para as salas de aulas, através de um rodízio. Ou seja: uma parte dos alunos volta para a escola e outra parte continua em casa, com as aulas à distância, para que não haja aglomeração.

 “Um possível retorno em julho será para regiões específicas e gradual. Nós não retornaremos com todos os estudantes no mesmo dia. Então, nós teremos rodízios de estudantes, porque numa sala de aula que tem 35 estudantes para manter um metro de distância, por exemplo, não será possível trabalhar com 30 ou 35 estudantes”, afirmou.

Alunos de creches e da educação infantil devem retornam antes de julho. Porém, o retorno às escolas depende da permissão do Centro de Contingência do coronavírus de São Paulo. “A educação infantil, que tem atendimento de creche, será priorizada pensando especialmente nas mães que trabalham fora e nas demais configurações de famílias que necessitam de cuidados integrais aos filhos, para que retornem ao trabalho”, disse o Secretário Rossieli Soares.

Segundo o Governo do Estado, “na primeira semana da retomada, os alunos serão avaliados sobre eventuais prejuízos de aprendizado durante o período de suspensão das atividades presenciais. As primeiras semanas serão utilizadas também para que professores planejem estratégias de reforço e recuperação. O planejamento será baseado nos resultados das avaliações realizadas durante a primeira semana do retorno às aulas”.


FALE COM A REDAÇÃO[email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.