Governo de SP lança aplicativo para alunos terem aulas a distância

0
515

O Centro de Mídias SP vai funcionar como uma TV ao vivo, com conteúdos pedagógicos e videoaulas sobre diversos assuntos. As aulas também serão transmitidas pela TV Cultura, no Canal digital 2.3 – TV Cultura Educação


O Governo de SP já estreou o aplicativo que será usado pelos alunos da rede pública para dar continuidade ao ano letivo. Desde o dia 23 de março os alunos estão de férias e professores em recesso escolar, uma maneira de aproveitar a quarentena imposta pelo governador João Doria para evitar a propagação do coronavírus, e que deu tempo a Secretaria da Educação de fazer um plano educacional de emergência.

Os alunos já podem acessar o app, através dos sistemas Android e IOS

Intitulado de “Centro de Mídias SP”, o aplicativo vai funcionar como uma TV ao vivo, com conteúdos pedagógicos e videoaulas sobre diversos assuntos. Neste período de isolamento, os alunos já podem acessar o app, através dos sistemas Android e IOS, para se familiarizar com a plataforma, já que as aulas recomeçam no dia 22 de abril. Para acessar, alunos e professores devem utilizar os dados de login da Secretaria Escolar Digital.

“Os alunos poderão assistir às aulas ao vivo e interagir pelo aplicativo ou pelo celular. O professor é sempre a chave de tudo o que a gente sempre precisa. O aprendizado deve acontecer de qualquer forma e em qualquer lugar para as nossas crianças. O aplicativo terá canais, como filosofia, português, e no meio será a figura central do professor, que irá permitir a interação. As aulas serão ao vivo, preferencialmente, diversos canais com conteúdo, e os alunos também podem entrar e conversar pelo chat e baixar materiais”, afirmou o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares.

Além do “Centro de Mídias SP”, o Governo assinou um contrato com a TV Cultura para exibição das aulas através do Canal digital 2.3 – TV Cultura Educação.

De acordo com a Secretaria Estadual da Educação, “no aplicativo haverá diversos canais, focados nos estudantes do 6º ano do ensino fundamental até a 3ª série do ensino médio. Pela TV Cultura, será possível ter acesso a videoaulas e atividades transmitidas inclusive em tempo real. A grade horária será dividida por etapas. Haverá componentes alternados a cada semana, sendo que matemática e língua portuguesa serão aplicados toda semana. Os alunos dos anos iniciais terão programação específica transmitida pela canal TV Cultura Educação, e ainda receberão um material impresso disponibilizado pela Seduc”.

Segundo o Governo, todos os alunos terão acesso ao app porque não haverá custos de internet, já que o Governo vai custear através de um contrato com as operadoras Claro, Tim, Vivo e Oi. “Todo estudante da rede poderá desfrutar das atividades do aplicativo sem utilizar o pacote 4G do celular, sinal de internet wi-fi, ou mesmo quando estiver sem créditos. A Amazon Web Services (AWS) vai disponibilizar, sem custo, a infraestrutura de computação em nuvem para garantir a transmissão das aulas. Em conjunto com a Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), o fornecimento beneficiará cerca de 1 milhão de alunos do ensino médio”, informou o Governo.


FALE COM A REDAÇÃO[email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.