Prefeitura contrata restaurantes para distribuir refeições para moradores de rua durante a pandemia

0
263

O Projeto Rede Cozinha Cidadã vai atender toda a cidade mas, principalmente, regiões com maior concentração de moradores de rua: Santo Amaro, Vila Mariana, Sé, Mooca, Lapa, Santana e Pinheiros


Desde o início da quarentena na cidade de São Paulo, em 24 de março, muitos estabelecimentos tiveram que se reinventar para garantir que seus negócios não quebrem, já que comércios considerados não essenciais tiveram que fechar as portas para limitar o atendimento presencial ao público.

Assim, a maioria da população passou a trabalhar em casa e o movimento nas ruas diminuiu consideravelmente, o que afetou a vida de outra parte da população: os moradores de rua, que não tem mais a quem pedir alimentos.

Para suprir as demandas alimentares dessa população, a Prefeitura de SP abriu um edital do Projeto Rede Cozinha Cidadã, que vai contratar comércios e pequenos restaurantes para distribuir refeições para a população que mora na rua.

De acordo com o edital, a Prefeitura “subsidiará a importância máxima de R$ 10,00 (dez reais) por refeição (tipo marmitex, com talher descartável) com entrega em ponto fixo. Os interessados deverão informar a quantidade mínima e máxima diária de interesse de fornecimento diário, bem como em quantos e quais dias da semana”.

O projeto vai atender toda a cidade mas, principalmente, regiões com maior concentração de moradores de rua: Sé, Mooca, Lapa, Santo Amaro, Vila Mariana, Santana e Pinheiros. “É fundamental ajudar a população em situação de rua a se alimentar e ter autonomia, ainda mais no momento grave em que vivemos com a pandemia do Coronavírus. O Projeto Rede Cozinha Cidadã oferece a essas pessoas a dignidade e os direitos básicos para se viver, além de ajudar restaurantes a se manter na crise financeira”, destaca a secretária Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Claudia Carletto.

O programa Rede Cozinha Cidadã é liderado pela Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania, em parceria com o Observatório da Gastronomia, colegiado da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. “Estamos em contato com os chefs e donos de restaurantes parceiros do Observatório da Gastronomia divulgando o projeto, que pode ser crucial para a sobrevivência de estabelecimentos gastronômicos em São Paulo”, disse Aline Cardoso, secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura.

Os restaurantes interessados em participar deste projeto de distribuição de comida podem se candidatar pelo email: [email protected]


FALE COM A REDAÇÃO[email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.