Zona Sul registra mais de 3.700 óbitos por Covid-19, mostra mapa dos distritos

0
6

Entre os meses de abril e agosto, os 20 distritos mais pobres da cidade de São Paulo registraram mais que o dobro de mortes ocasionadas pela Covid-19 do que nos 20 bairros mais ricos da capital, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. A Zona Sul continua sendo a região de maior prevalência do coronavírus: 14,1%. No total, 11% da população paulistana já teve contato com o vírus, ou seja: 1,3 milhão de pessoas


Um novo mapa das mortes por Covid-19, divulgado pela Prefeitura, mostra que a Zona Sul da capital paulista registrou 3.750 mortes (confirmadas e suspeitas), até o dia 31 de agosto.

Seguindo as análises anteriores, os distritos da periferia são os que mais contabilizam óbitos: foram 14 mortes em Marsilac, 57 no Socorro, 113 em Moema, 121 em Santo Amaro, 131 no Campo Belo, 133 no Itaim Bibi, 146 em Campo Grande, 154 em Pedreira, 181 em Parelheiros, 242 no Campo Limpo, 268 em Cidade Dutra, 338 no Jabaquara, 350 no Capão Redondo, 360 na Cidade Ademar, 364 no Jardim São Luís, 369 no Jardim Ângela e 409 no Grajaú.

A Zona Sul continua sendo a região com mais prevalência do coronavírus: 14,1%. No total, a Fase 4 do Inquérito Sorológico com Adultos, realizado pela Prefeitura, revelou que 11% da população paulistana já teve contato com o vírus, ou seja: 1,3 milhão de pessoas. As outras fases do Inquérito também não passaram dos 11% de pessoas infectadas.

Entre os meses de abril e agosto, os 20 distritos mais pobres da cidade de São Paulo registraram mais que o dobro de mortes ocasionadas pela Covid-19 do que nos 20 bairros mais ricos da capital, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

Esses 20 distritos mais pobres representam 41% do total de mortes por Covid-19 na cidade de São Paulo.

Nos bairros pobres houve crescimento de 870%, entre 17 de abril e 16 de agosto, ou seja: 474 mortes para 4.600. Já nos bairros ricos o crescimento de mortes, no mesmo período, foi de 584,9%, ou seja: 312 mortes para 2.137.

Confira o crescimento de mortes em cinco distritos da Zona Sul:

  • Parelheiros: 12 mortes em abril X 181 mortes em agosto = +1300%
  • Grajaú: 33 mortes em abril X 409 mortes em agosto = +1072%
  • Capão Redondo: 33 mortes em abril X 350 mortes em agosto = +900%
  • Pedreira: 12 mortes em abril X 154 mortes em agosto = +1091%
  • Jardim Ângela: 23 mortes em abril X 369 mortes em agosto = +1400%

Segundo o Governo de São Paulo, o Estado registra queda de mortes e internações há quatro semanas seguidas. “Em todo esse período o número de novas mortes caiu 22%, de 252 para 196 na média diária. Entre as internações, a redução foi de 17%, de 1.714 para 1.418 novos pacientes hospitalizados diariamente”, informou o Governo.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.