Vereador Rodrigo Goulart exige reabertura de hospitais da Zona Sul

0
29

O vereador enviou ofícios ao Estado, solicitando a reabertura imediata dos hospitais Pedreira e Grajaú, que foram fechados para casos menos graves com a justificativa de que comprometem o atendimento de pacientes infectados pela Covid-19


Há poucos dias, o Governo do Estado de São Paulo anunciou a restrição no atendimento de quatro hospitais estaduais da capital, entre eles os Hospitais Gerais de Pedreira e do Grajaú, ambos na Zona Sul.  A medida começou a valer a partir do dia 1º de fevereiro, suspendendo o atendimento presencial e o acesso da população aos prontos-socorros dessas unidades. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a ação é para evitar que casos menos graves prejudiquem os atendimentos mais complexos relacionados à Covid-19, cujo índice de contaminação teve aumento nos últimos meses.

Dessa forma, o fluxo regular dos dois hospitais deverá ser absorvido por UBS’s, AMA’s, UPA’s e outras unidades de pronto-socorro.

O vereador Rodrigo Goulart, movimentos sociais e moradores da Zona Sul acreditam que, ao invés de ajudar, a medida pode gerar ainda mais problemas devido à alta demanda de atendimentos e a insuficiência de unidades de saúde na região.

“Para evitar que haja mais sofrimento nesse momento tão difícil, solicitei por meio de um ofício, a reabertura imediata desses hospitais durante os próximos noventa dias ou até que se concretizem as obras de ampliação do Pronto-Socorro Maria Antonieta, da UPA Parelheiros e a construção da UPA Grajaú. Três equipamentos que consegui recursos ano passado e que, quando prontos, poderão suprir parte da demanda”, explica o vereador.

Protestos foram realizados em frente aos Hospitais Gerais de Pedreira e do Grajaú, enquanto Rodrigo Goulart segue cobrando o Governo do Estado para que essa medida seja suspensa e os hospitais voltem a atender toda a população.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.