Três anos após incêndio, começam as obras do Mercado Municipal de Santo Amaro

0
167

De acordo com a Prefeitura, as obras devem durar 24 meses e o número de frequentadores será ampliado de 3.500 para 11 mil pessoas numa área que terá mais de 11 mil m². O novo Mercado terá 160 lojas, restaurantes com varandas, espaço para crianças e um espaço de eventos, onde acontecerão shows e cursos de culinária


O Mercado foi destruído por um incêndio em 2017

As obras de reforma do Mercado Municipal de Santo Amaro começaram nesta terça-feira (11), quase três anos após o incêndio que destruiu mais de 70% da área do mercado, construído em 1958.

Desse 2019, o Mercado Municipal de Santo Amaro foi concedido para a iniciativa privada, por um período de 25 anos. Portanto, as obras são de responsabilidade do Consórcio Fênix, formado pelas empresas Engemon, Houer, Supernova e Urbano Arquitetura e Projetos. “Sabemos da relevância e importância histórica do Mercadão para a região e temos total ciência também dos impactos que o incêndio gerou para os locatários. Nosso propósito é transformar o Mercado em um grande modelo de negócio, que revitalize o bairro, promova eventos e também atraia um público consumidor de outras regiões. Queremos entregar o Mercado operando de forma inovadora, de modo que se torne um ponto turístico paulistano”, disse Sonia Keiko, vice-presidente de Novos Negócios da Engemon.

De acordo com a Prefeitura, as obras devem durar 24 meses e o número de frequentadores será ampliado na área que terá mais de 11 mil m². “O investimento que vai ser feito aqui pelo privado é de R$ 30 milhões, mais R$ 30 milhões de outorga que foram pagos, portanto, um ganho pro município de R$ 60 milhões. A expectativa é ampliar de 3.500 pessoas por dia para 11 mil frequentadores por dia aqui no Mercado de Santo Amaro. Nós tínhamos os mais críticos do processo de concessão, os permissionários, que são hoje aqueles que mais apoiam o processo de concessão e perceberam que tanto eles quanto a população vão ganhar muito com a parceria com o setor privado. A expectativa é que em até dois anos esteja pronto”, disse o prefeito Bruno Covas.

Tenda provisória onde trabalham os permissionários do Mercado

Desde a época do incêndio, os permissionários do Mercado estão trabalhando em uma tenda provisória instalada no estacionamento. Com o início das obras, eles foram realocados para uma área ao lado do Sacolão Municipal.

O novo Mercado terá 160 lojas, restaurantes com varandas, espaços compartilhados para alimentação, espaço para crianças e um espaço de eventos, onde acontecerão shows e cursos de culinária. “O projeto respeita a arquitetura típica do Mercado, mas promove espaços ‘instagramáveis’, pontos de internet wi-fi e, principalmente, conforto para que toda a família possa aproveitar o que o local oferece, desde os produtos naturais até os restaurantes. Queremos devolver o espaço à população transformando-o em um polo cultural e gastronômico”, explicou Sonia Keiko.

Projeções do novo Mercado Municipal de Santo Amaro

Em julho, a Secretaria do Verde e Meio Ambiente e o Consórcio Fênix assinaram o Termo de Compromisso Ambiental do Mercado. Nos próximos dias será feito o manejo arbóreo do local, e em seguida, continua a construção.

O projeto do Mercado Municipal de Santo Amaro também prevê um espaço para carros de aplicativo e atendimento por delivery das lojas e restaurantes.


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.