Obras da estação João Dias, na Linha 9-Esmeralda, são iniciadas por empresa privada

0
327

Com investimento de R$ 60 milhões de uma empresa privada, a estação João Dias vai ser utilizada por mais de 10 mil pessoas, diariamente. A previsão de entrega é para 2022


Mais de um ano após o anúncio da construção da estação João Dias, na Linha 9-Esmeralda, as obras foram iniciadas. Segundo o secretário dos Transportes Metropolitanos, “é um importante marco para CPTM, pois é a 1ª vez que uma estação é feita pela iniciativa privada. O investimento é de cerca de R$ 60 milhões”.

A implantação da estação João Dias foi anunciada pelo Governo do Estado em março do ano passado, quando a empresa Brookfield Properties apresentou um projeto da estação, que vai facilitar o acesso de seus funcionários e clientes ao seu empreendimento comercial localizado ao lado.

Apesar deste projeto apresentado, o Governo de São Paulo fez um chamamento público para receber propostas de outras empresas concorrentes interessadas na construção da estação, conforme prevê a Lei. Porém, nenhuma outra empresa se manifestou.

Projeto da Estação João Dias

Localizada na altura do número 17.007 da Avenida das Nações Unidas, entre as estações Granja Julieta e Santo Amaro, a estação João Dias terá um edifício principal, passarela de acesso a plataforma central, elevadores e escadas rolantes/fixas, equipamentos de acessibilidade e uma entrada dentro do prédio da Brookfield Properties e outra entrada de acesso à Marginal Pinheiros.

A previsão é que a estação seja entregue em 2022 e seja utilizada por mais de 10 mil pessoas, diariamente.

CONCESSÃO DA LINHA 9-ESMERALDA

Por causa da pandemia do coronavírus, o processo de concessão das Linhas 9-Esmeralda e 8-Diamante foram paralisados pelo Governo do Estado por causa das “consequentes restrições impostas aos mercados globais em decorrência das quarentenas praticadas pelos diferentes governos”.

A Secretaria dos Transportes Metropolitanos também afirma que um “novo cronograma será elaborado e disponibilizado aos interessados em momento oportuno, assegurando prazo adequado, no mínimo de 120 dias, para que proponentes nacionais e internacionais possam fazer a necessária preparação para a participação do leilão”.


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.