Itaim Bibi registra aumento de 26% em furtos entre janeiro e agosto de 2019

0
163

A maioria dos objetos furtados são celulares, relógios e motos; casos acontecem, principalmente, durante o dia, quando a região está movimentada


De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, entre janeiro e agosto deste ano houve um crescimento de 26% no número de furtos no Itaim Bibi, em comparação com o mesmo período do ano passado.

A 15º DP Itaim Bibi registrou, em 2017, 3.061 furtos nos oito primeiros meses do ano. Em 2018, o número subiu para 3.341 e, em 2019, foram 4.226, no mesmo período. A quantidade de roubos, no entanto, caiu: foram 918 em 2017, 866 no ano passado e 753 agora neste ano.

A presidente do Conselho de Segurança do bairro, Luzia Maziero Fernandes, afirma que os objetos mais furtados são celulares, relógios e motos, e que os casos acontecem, principalmente, de dia. “É o horário que tem mais pessoas na rua e ficam muito com os celulares nas calçadas”, explica.

Nos três primeiros meses de 2019, a via que registrou o maior número de furtos de celular foi a Av. Brigadeiro Faria Lima, com mais de 850 ocorrências. A ciclovia do canteiro central da mesma avenida, que liga os bairros do Itaim Bibi a Pinheiros, registrou um aumento de 76% nos roubos e furtos de bikes, no ano passado, em comparação com 2017.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, foram 401 boletins de ocorrência em 2018, contra 228 em 2017, para casos de roubos e furtos registrados nas 14º DP Pinheiros e 15º DP Itaim Bibi. O pior trecho da ciclovia da Faria Lima, segundo a SSP, é próximo ao Instituto Tomie Ohtake que não tem iluminação suficiente, o que causa insegurança para os ciclistas e pedestres.

A Secretaria de Segurança Pública disse que realiza policiamento na região e que verifica indicadores criminais para “reorientar, sempre que necessário, o patrulhamento”.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.