Ibirapuera é o parque mais frequentado de SP, informa pesquisa da Prefeitura

0
107

Quase 100% dos que frequentam algum parque de São Paulo moram na capital paulista e há dois bairros da Zona Sul em que os moradores mais visitam os parques: Vila Mariana e Santo Amaro. Desde o dia 13 de julho, 70 parques municipais estão abertos, com restrições e medidas de segurança para evitar a contaminação pelo novo coronavírus e cerca de 700 mil pessoas já retornaram às atividades nos parques da cidade


De acordo e com uma pesquisa do Plano Municipal de Áreas Protegidas, Áreas Verdes Espaços Livres, realizado pela Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), em 2019 o Ibirapuera foi o parque mais frequentado da cidade de São Paulo.

Cerca de 92% dos participantes da pesquisa afirmaram que frequentam algum parque da cidade, sendo que 20 parques recebem 77% dos participantes. Desse total, o Ibirapuera recebe quase 20% do público e os outros estão divididos entre o Parque da Aclimação (11,1%), Parque do Carmo (7,6%), Parque Jardim da Conquista (4,9%) e Parque da Independência (3,4%).

Quase 100% dos que frequentam algum parque de São Paulo moram na capital paulista e há dois bairros da Zona Sul em que os moradores mais visitam os parques: Vila Mariana (5,7%) e Santo Amaro (4,9%). Os moradores de São Mateus (4,6%) e do Butantã (4,6%) também costumam passar algumas horas da semana nos parques públicos da cidade.

As mulheres (60,3%) são as principais frequentadoras dos parques da cidade, e os homens são 38,2% do público. No entanto, menos da metade (42,6%) dos mais de três mil participantes da pesquisa vão semanalmente aos parques. Outros 21,8% vão esporadicamente.

O meio de transporte utilizado pelos frequentadores dos parques está muito associado a frequência de visitação: a maioria (41,6%) vai a pé, ou seja, quem mora mais perto. Cerca de 33,4% vão de carro, 12% de ônibus e 6% de bicicleta.

“Mais da metade dos frequentadores que responderam à pesquisa chegam ao parque em até 10 minutos (56,7%); 30,4% levam até 30 minutos; 8,6% até uma hora e 4,4% demoram mais do que uma hora. Por outro lado, 51,5% percorrem mais do que 1.000 metros para chegarem ao parque; 21,0% percorrem entre 500m e 1km; 14,1% de 300m a 500m e apenas 13,4% percorrem menos do que 300m”, informou a pesquisa.

A maioria das pessoas (22,2%) vão aos parques municipais para praticar esportes ou fazer atividades físicas. Outros 18% vão para comtemplar a natureza, 17% para descansar no tempo livre e 12,5% levam as crianças para brincar.

“A sinalização e a disponibilidade de meios de transporte para chegar ao parque, assim como a conservação da vegetação foram avaliados de forma positiva pelo público. Entre os frequentadores, 98% afirmaram que os parques trazem algum benefício para a cidade e/ou para a população, sendo que o principal aspecto citado foi a diminuição do estresse. Para esses frequentadores, o parque também ameniza a temperatura, diminui a poluição do ar e melhora a convivência entre as pessoas”, finaliza a pesquisa.

Em março, uma outra pesquisa da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente, em parceria com a Fundação Aron Birmann, avaliou os parques da Zona Sul como os melhores da cidade. De 71 parques avaliados pela população, todos receberam notas de 0 a 5.

Os melhores espaços verdes da Zona Sul são: Parque Ibirapuera (4,49), Parque Villa Lobos (4,48), Parque do Povo (4,44), Parque do Chuvisco (4,40) e Parque Jd. Herculano (4,39).

Os piores parques da cidade são: Chácara das Flores (Zona Leste), Sena (Zona Norte), Aterro Sapopemba (Zona Leste), Tatuapé (Zona Leste) e Juliana Carvalho (Zona Oeste).

REABERTURA DOS PARQUES NA PANDEMIA

Desde o dia 13 de julho, 70 parques da cidade de São Paulo estão abertos, com restrições e medidas de segurança para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Atividades coletivas estão proibidas, assim, só é permitido fazer caminhada, corrida, trilha e ciclismo.

Cerca de 700 mil pessoas já frequentaram os parques municipais da cidade, até a última segunda-feira (10). O Ibirapuera já é o parque mais frequentado, tendo recebido mais de 68 mil de pessoas entre os dias 3 e 7 de agosto.

Os parques Ibirapuera, Aclimação, do Carmo e Independência abrem das 6h às 16h e os outros parques, das 10h às 16h.

Na Zona Sul estão abertos os parques Ibirapuera, Eucaliptos, Parelheiros, Povo – Mario Pimenta Camargo, M’Boi Mirim, Barragem de Guarapiranga, Ribeirão Cocaia. Continuam fechados os parques: Guarapiranga, Nabuco, Severo Gomes, Cordeiro Martin Luther King, Shangrilá, Herculano, Chuvisco e Nascentes do Ribeirão Colônia.

Protocolo de higiene:

  • Uso obrigatório de máscara;
  • Permitido apenas 40% do público total;
  • Uso de álcool gel em locais espalhados pelos parques;
  • Proibido uso de equipamentos de ginástica e parquinhos;
  • Proibido usar os bebedouros, então cada frequentador deve levar sua garrafa d’água.

FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.