Cresce número de reclamações de buracos em SP, nos últimos dois anos

0
360

Pelo menos quatro corredores de ônibus da cidade estão cheios de buracos e dois deles estão localizados na Zona Sul: a Av. Dona Belmira Marin, em Interlagos, e a Av. Washington Luís, região do Aeroporto de Congonhas


Subiu em 32% o número de reclamações sobre buracos na capital paulista, segundo a Ouvidoria do Município de SP. Em 2018 foram 1.975 queixas e, no ano passado, 2.604 reclamações.  Cerca de 1.700 dessas queixas foram feitas no primeiro semestre de 2019, um aumento de 36% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Segunda a Base Orçamentária da Prefeitura, em 2019 a administração municipal tinha dinheiro para construção, manutenção e reforma, mas menos da metade desse dinheiro foi investido: dos R$ 195,4 milhões disponíveis para a manutenção de corredores, apenas R$ 81,7 milhões foram usados.

Pelo menos quatro corredores de ônibus da cidade estão cheios de buracos e dois deles estão localizados na Zona Sul: na Av. Dona Belmira Marin, em Interlagos, e na Av. Washington Luís, região do Aeroporto de Congonhas.

Na Av. Dona Belmira Marin parte da sinalização está sumindo. Em pontos de ônibus onde há buracos, os motoristas param um pouco mais longe da guia, para evitar passar em cima das crateras.

Do outro lado da cidade, entre o Tatuapé e o Belenzinho, na Zona Leste, uma parte do corredor de ônibus está interditada porque a pista tem risco de afundar.

A SPTrans disse que no mês de fevereiro vai abrir os envelopes com as propostas das empresas que disputam os contratos de manutenção das faixas e corredores exclusivos de ônibus.

A Secretaria Municipal da Fazenda disse que empenhou 65% dos recursos nas obras de manutenção dos corredores de ônibus no ano passado.

Segundo a Prefeitura, cerca de R$ 500 milhões serão investidos no Programa de Recapeamento para a recuperação de 3,2 milhões de metros quadrados, em toda a cidade, até 2020. “As ações serão feitas gradativamente para a cidade não parar por conta das obras. A ação integra o Programa de Metas para o biênio 2019-2020 e tem como objetivo o aumento da durabilidade das vias pavimentadas paulistanas, assim como a diminuição gradativa da demanda por manutenção das vias públicas e de ações de tapa-buraco”, informou a Prefeitura.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.