UTI de Hospital de Parelheiros atinge ocupação máxima com pacientes com Covid-19

1
511

No geral, as UTIs da capital paulista ultrapassam mais de 70% de ocupação. Já nas enfermarias, que cuidam de pacientes menos graves, a taxa de ocupação é de 63%


A taxa média de ocupação das UTIs dos hospitais municipais da capital chegou a 73% da capacidade e 55% no Estado. Já nas enfermarias, que cuidam de pacientes menos graves, a taxa de ocupação é de 63%. Pelas contas do Governo de SP, são mais de seis mil pacientes internados com sintomas da Covid-19, com mais de 1.100 pessoas nas UTIs com confirmação da doença e mais de 1.200 com suspeita.

E, na Zona Sul, o primeiro Hospital a ter 100% de ocupação na UTI foi o Hospital Municipal de Parelheiros, no extremo Sul da cidade. Segundo o Governo do Estado informou, até o último dia 15, o Hospital Pedreira, também na Zona Sul, tinha 71% dos leitos de enfermaria ocupados e 87% dos leitos de UTIs ocupados.

“Alguns hospitais, como de Parelheiros, estão 100% ocupados. Nós vamos ampliar mais 30 leitos, mas já temos 100% de ocupação, assim como em Cidade Tiradentes e Itaquera. Esses estão sob maior pressão nesse momento”, disse o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido.

Recentemente, o Hospital Municipal de Parelheiros recebeu 20 novos leitos intensivos e, segundo a Prefeitura, 268 leitos da unidade devem ser destinados para pacientes considerados graves, o que vai totalizar 288 leitos neste hospital. “Os leitos de internação estão sendo adaptados para cuidados intensivos, com a implementação de respiradores artificiais, monitores multiparâmetros, bombas de infusão, entre outros equipamentos específicos para atendimentos a pacientes em condições de gravidade”, informou a administração municipal.

Segundo o secretário da Saúde de São Paulo, José Henrique Germann, os leitos de UTI em São Paulo vão começar a lotar a partir de maio. “Nós vivemos de cenários, nós temos de entender que se mantivermos esse grau de isolamento e distanciamento social, nós podemos inferir que provavelmente nós teremos uma lotação de leitos de UTI a partir do mês de maio. Temos duas reservas de leitos, uma que deve lotar até o final de maio e outra até o final de julho”.

A partir do dia 15 de maio, o Governo pretende começar a fazer testes em parcelas específicas da população, como os profissionais da saúde, e inclusive, em pessoas sem sintomas. Esse teste vai seguir um modelo de investigação de epidemias, para saber em qual ponto da curva epidemiológica está o Estado de SP.

Nesta quinta-feira (23), foram registradas 1.345 mortes e 16.740 casos confirmados de Covid-19 no Estado de SP, um aumento de 211 mortes em 24 horas (o que não significa que as mortes aconteceram de um dia para o outro, mas que dados foram incluídos no sistema).


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

1 COMENTÁRIO

  1. Pelo amor de DEUS entrem en contato com os familiares de pacientes internados com covid na UTI do hospital parelheiros!
    Minha vó foi intendada nessa UtI eu gestante de 31 semanas estou desesperada sem notícias do quadro médico…imagina os demais familiares.vamos sei que deve ter uma grande demanda,porém sofremos aqui fora sem notícias. Grata! Minha vó chama FRANCISCO MARIA DA CONCEIÇÃO LIMA.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.