Santo Amaro é um dos 10 bairros com mais acidentes de trânsito em SP

0
128

O Mapa da Desigualdade revela que bairros nobres são os que mais têm acidentes e, por consequência, emitem até 1200 vezes mais poluição na atmosfera do que bairros da periferia da Zona Sul como Pedreira, Jardim Ângela, Grajaú, Parelheiros e Marsilac


A capital paulista registrou mais de 20 mil acidentes de trânsito com vítimas entre janeiro e agosto, segundo o InfosigaSP. Em geral, a média de acidentes, por mês, fica em torno de 2.500 ocorrências, porém, em agosto essa estimativa aumentou para 2.775 acidentes na cidade.

Segundo o Mapa da Desigualdade, feito pela Rede Nossa São Paulo, Santo Amaro está entre os 10 bairros em que mais acontecem acidentes de trânsito, ocupando o terceiro lugar do ranking com 40,5% da proporção total de acidentes de trânsito com vítimas, para cada dez mil habitantes. “Em São Paulo, tivemos mais de 13 mil pessoas feridas e mais de 800 mortes no trânsito em 2018”, informa a Rede Nossa São Paulo.

A lista também inclui os bairros da Barra Funda, Sé, Pari, Bom Retiro, Morumbi, República, Belém e Pinheiros. Além de impactar diretamente na quantidade de acidentes, a quantidade de carros nesses mesmos bairros também influencia na emissão de poluentes na atmosfera devido a geração de combustão, desgaste de pneus, freios e pistas.

Segundo a Rede Nossa São Paulo, “as emissões de Material Particulado estão intrinsecamente ligadas ao padrão de deslocamento da cidade. O uso de automóvel é responsável por mais de 70% das emissões, mesmo que represente pouco mais de 40% das viagens diárias, de acordo com a Pesquisa Origem e Destino 2017 [do Metrô]”.

Dos 10 bairros que mais emitem poluentes na atmosfera, dois estão na Zona Sul: Moema e Itaim Bibi, que, junto com outros bairros ricos, emitem até 1200 vezes mais poluição na atmosfera do que bairros da periferia da Zona Sul como Pedreira, Jardim Ângela, Grajaú, Parelheiros e Marsilac, que, comparados com bairros centrais, tem uma menor quantidade de carros.

“É interessante pensar que os ricos, que pagam mais para viver, respiram ar mais impuro e estão mais sujeitos a acidentes de trânsito”, reflete Carolina Guimarães, da Rede Nossa São Paulo.

O bairro de Santo Amaro também integra a lista dos bairros com mais mortes no trânsito (21,6%), mais atropelamentos (7,28%), mais acidentes com motocicletas (271,1%) e mais acidentes com automóveis (280,6%).


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.