Prefeitura recebe sugestões de munícipes para projetos de segurança viária na Zona Sul

0
122

Segurança em regiões com muitas atividades comerciais e grande fluxo de veículos e pedestres, aprimoramento do trajeto até as escolas com a criação de travessias lúdicas são ações previstas para Capela do Socorro, Parelheiros, M’Boi Mirim, Campo Limpo e Cidade Ademar


Uma consulta pública foi aberta pela Prefeitura para que a população faça sugestões sobre 22 projetos de segurança viária, que serão implementados pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes junto com a CET em várias regiões da capital.

Os projetos são divididos em quatro grupos:

Áreas Calmas: aumento da segurança viária em regiões com muitas atividades comerciais e de serviços, o que gera grande fluxo de veículos e de pedestres. A proposta é acalmar o tráfego e readequar os limites de velocidade;

Via Segura: ação que já acontece, por exemplo, na Estrada do M’Boi Mirim. Consiste na revitalização semafórica de acordo com os problemas de cada área;

Rota Escolar Segura: ação que já acontece no Jardim Nakamura com o aprimoramento da segurança viária do trajeto que as crianças e adolescentes fazem entre suas casas e a escola;

Territórios Educadores: criação de travessias seguras/lúdicas entre a casa das crianças e a escola. As crianças poderão interagir e brincar pelas calçadas.

Desses 22 projetos, oito estão previstos para acontecerem na Zona Sul, nas seguintes regiões:

Capela do Socorro e Parelheiros, com a Via Segura Belmira Marin e Via Segura Teotônio Vilela;

M’Boi Mirim e Campo Limpo, com a Via Segura Estrada de Itapecerica;

Cidade Ademar, com o Território Educador Pedreira;

Capela do Socorro, com o Território Educador Capão Redondo e o Território Educador Grajaú;

M’Boi Mirim, com a Rota Escolar Segura e o Território Educador Jardim Ângela.

A consulta pública ficará disponível até o dia 1º de julho no site: www.cetsp.com.br/consultas/consulta-publica-dos-projetos-do-vida-segura.aspx

O site tem textos explicativos sobre cada uma das intervenções e é possível fazer download dos projetos e enviar sugestões para o e-mail [email protected]

Segundo a Prefeitura, “os projetos têm como objetivo a redução das mortes e acidentes graves nas ruas da cidade. Eles foram definidos a partir de auditorias de segurança viária conduzidas pela CET e pelo minucioso estudo das ocorrências de trânsito de cada região. Entre as ações de engenharia previstas estão alargamentos de calçada, implantação de travessias elevadas e criação de novas travessias semaforizadas, entre outras medidas”.

Durante o mês de maio, houve um aumento de 37,9% nas mortes de motociclistas na cidade de São Paulo, em relação ao mesmo mês do ano passado. Dados do Infosiga SP revelam que, durante a quarentena, a região metropolitana de São Paulo registrou uma redução de 40% nos acidentes.


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.