Prefeitura entrega 40 leitos de UTIs para hospital da Zona Sul

0
3

Com investimento público e privado de R$ 22,5 milhões, os 40 novos leitos entregues ao Hospital Municipal Vila Santa Catarina serão destinados aos pacientes oncológicos e transplantados atendidos diariamente no hospital, depois da pandemia


A Zona Sul da cidade de São Paulo ganhou mais 40 leitos de UTIs (Unidade de Terapia Intensiva). Os novos leitos foram instalados no Hospital Municipal Vila Santa Catarina, com investimento público e privado de R$ 22,5 milhões.

Os leitos começaram a ser construídos em março deste ano numa iniciativa da Prefeitura com as empresas Gerdau, BTG Pactual, Suzano, Península Participações e Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (que administra o equipamento exclusivamente em sistema SUS).

“Os novos leitos de UTI ficarão como legado para a população após a pandemia e serão destinados aos pacientes oncológicos e transplantados atendidos diariamente no hospital, aumentando a capacidade operacional para pacientes críticos e permitindo o aumento do escopo da unidade hospitalar”, informou a Prefeitura.

De acordo com a gestão municipal, o Hospital Municipal Vila Santa Catarina é referência para o Sistema Único de Saúde pois realiza cirurgias bariátricas, urológicas e vasculares e oferece atendimento em oncologia, tem maternidade de alto risco com pediatria, e é referência em hemodiálise.

A equipe multidisciplinar que trabalhará nos 40 novos leitos conta com 240 profissionais.

Dias antes de inaugurar os novos leitos do Hospital Municipal Vila Santa Catarina, a Prefeitura entregou a sétima miniusina de oxigênio da capital, essa instalada no Hospital Dia Campo Limpo. No total, a Prefeitura quer instalar 19 miniusinas de oxigênio.

“A miniusina entregue no Hospital Dia Campo Limpo é capaz de produzir 20 metros cúbicos por hora de oxigênio, sendo 480 metros cúbicos por dia. Com essa produção, consegue manter 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), produzindo 15 litros de oxigênio por minuto por paciente. Ela capta o oxigênio do ambiente natural, fazendo um processo de filtragem – que realiza a purificação – separando os gases nocivos e deixando somente o oxigênio puro (pureza em 93%)”, informou a Prefeitura.

Para os próximos dias, a Secretaria Municipal de Saúde pretender instalar outras duas miniusinas na Zona Sul: nos Hospitais Dia Cidade Ademar e M’Boi Mirim I, que receberá sua segunda unidade.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.