Prefeitura antecipa feriados para reduzir circulação de pessoas nas ruas de SP

0
45

Essa medida não é novidade e já aconteceu no ano passado, durante a primeira onda de Covid-19. Dessa vez serão antecipados dois feriados de 2021 e três feriados de 2022 entre os dias 26 de março e 4 de abril deste ano. Toda essa movimentação no calendário acontece porque a Prefeitura não tem intenção de decretar lockdown na cidade


Para tentar conter o crescimento assustador de casos e mortes por Covid-19, a Prefeitura de São Paulo vai antecipar cinco feriados municipais para reduzir a circulação de pessoas na capital paulista. Essa medida não é novidade e já aconteceu no ano passado, durante a primeira onda de Covid-19.

Dessa vez serão antecipados dois feriados de 2021 (Corpus Christi, de junho, e Dia da Consciência Negra, de novembro) e três feriados de 2022 (aniversário de São Paulo, de janeiro; Corpus Christi, de junho; e Dia da Consciência Negra, de novembro), entre os dias 26 de março e 4 de abril deste ano.

“Vamos antecipar os dois feriados municipais que temos esse ano e os três municipais que temos em 2022 para que a gente possa reduzir a circulação de pessoas. Esses cinco feriados serão antecipados para os dias 26, 29, 30, 31 e dia 1°, juntando, inclusive, com o feriado nacional, que nós temos na sexta-feira (2). Portanto, nós teremos um prazo que vai de 26, sexta-feira, até dia 4 de abril, domingo, sem dia útil, para poder exatamente forçar a cidade a parar”, afirmou o prefeito Bruno Covas.

Confira o calendário municipal entre 26 de março e 4 de abril:

  • 26 de março – sexta-feira (feriado municipal)
  • 27 de março – sábado
  • 28 de março – domingo
  • 29 de março – segunda-feira (feriado municipal)
  • 30 de março – terça-feira (feriado municipal)
  • 31 de março – quarta-feira (feriado municipal)
  • 1° de abril – quinta-feira (feriado municipal)
  • 2 de abril – sexta-feira (feriado nacional)
  • 3 de abril – sábado
  • 4 de abril – domingo

Segundo o prefeito Bruno Covas, a antecipação de feriados em 2020 trouxe “uma melhora nos índices de circulação”: dados indicam que, nos dias da semana, o índice de isolamento social ficou entre 49% e 52%. Em apenas um domingo o nível de isolamento ficou registrado em 57%.

Toda essa movimentação no calendário para reduzir o número de pessoas circulando pela capital paulista acontece porque a Prefeitura não tem intenção de decretar lockdown na cidade. “No município é inviável decretar lockdown. A gente tem 1.000 guardas da GCM (Guarda Civil Metropolitana). É inviável fiscalizar se as pessoas estão saindo de casa com mil guardas”, explicou o prefeito.

RODÍZIO DE VEÍCULOS

Ainda para diminuir a quantidade de pessoas nas ruas, dessa vez no período noturno, a Prefeitura mudou o horário do rodízio de veículos a partir da próxima segunda-feira (22).

O rodízio, então, valerá das 20h às 5h, acompanhando o horário do toque de recolher, imposto pelo Governo do Estado.

O horário tradicional do rodízio, das 7h às 10h e das 17h às 20h, libera todos os veículos para circularem pela cidade.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.