Pesquisa revela o que os consumidores esperam dos restaurantes no pós-pandemia

0
272

Segundo a pesquisa, a Saúde e Segurança são as principais preocupações dos consumidores, porém, o preço justo dos produtos também é levado em consideração. Quase 100% dos entrevistados afirmaram que, desde o início do isolamento social, começaram a preparar comida em casa, mas 79% das pessoas pretendem voltar a comer fora de casa


Segundo uma pesquisa realizada pela Galunion (consultoria especializada em alimentação fora do lar) em parceria com a Qualibest, após a pandemia, 79% das pessoas pretendem voltar a comer fora de casa. No entanto, 69% acreditam que as pessoas não vão agir com responsabilidade quando forem frequentar bares e restaurantes.

A pesquisa “Alimentação na Pandemia: Como a COVID-19 impacta os consumidores e os negócios em alimentação” foi realizada em todo o Brasil para “para compreendermos a evolução nos hábitos alimentares durante e após a pandemia de coronavírus, e trazer inspirações para os negócios em alimentação”.

Segundo a pesquisa, a Saúde e Segurança são as principais preocupações dos consumidores, porém, o preço justo dos produtos também é levado em consideração. Isso porque, 40% responderam que a renda total diminuiu e 26% afirmaram estarem sem renda no momento.

Quase 100% dos entrevistados afirmaram que, desde o início do isolamento social, começaram a preparar comida em casa. Mas ainda tem uma parte da população que faz pedidos pelo delivery: 16% das pessoas já tinham esse costume e continuaram e 26%, que já utilizavam o delivery mas diminuíram o consumo, ainda utilizam serviço de entrega de comida.

O delivery está relacionado a culinária preferida das pessoas neste momento: pizzas, hambúrgueres, sanduíches, massas e comida brasileira, e também comida japonesa.

Neste momento de pandemia, a higiene e a limpeza são os principais fatores na hora de escolher um restaurante para 65% das pessoas. Isso vai de encontro aos protocolos sanitários que bares e restaurantes terão que preparar na hora de abrir as portas ao público.

De acordo com o protocolo sanitário do Governo de São Paulo, os bares e restaurantes devem manter distanciamento social entre funcionários e clientes; higienizar, com frequência, os utensílios utilizados; disponibilizar porções individuais dos temperos; fornecer máscaras e álcool gel para os funcionários; fazer a devolução de troco com um saco plástico para que o dinheiro não toque nas mãos; disponibilizar talheres descartáveis; plastificar os cardápios ou disponibilizar digitalmente, entre outras coisas.

Essas regras são importantes para garantir a confiança do consumidor porque, dentre os 79% que pretendem voltar a comer fora de casa, 51% vão optar por retirar a comida ou receber a comida em outro local, ou então, passar no drive thru. Já 49% se mantém confiantes e dizem que vão comer no próprio local: na mesa do restaurante ou praça de alimentação, no balcão, etc.


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.