Paróquia do Brooklin faz Festa Junina em Casa e, com a renda, ajuda famílias carentes da Zona Sul

0
336

As principais comidas típicas da Festa Junina ficam disponíveis em um cardápio online e, no final de semana, os pedidos são entregues para que os moradores façam a festa, cada um na sua casa. A renda obtida é revertida para doação de cestas básicas, remédios e roupas para famílias carentes da Zona Sul


Todos os anos, a Paróquia São João de Brito, no Brooklin, recebe cerca de 2 mil pessoas, em todos os finais de semana do mês de junho, para uma festa junina.

Quadrilha, barraca do beijo, balões e fogueira, pescaria, correio elegante, dançar forró. Mas esse ano não. Em 2020, as festas juninas precisaram se reinventar por conta da pandemia do novo coronavírus e das medidas de distanciamento social.

Mas, não é por isso que não vai ter comemoração na Zona Sul. Pra não perder o ritmo dessa festa tão tradicional brasileira, a Paróquia está fazendo uma Festa Junina em Casa para que os moradores da região possam comemorar a data saboreando as comidas típicas da festa.

“A Festa Junina em Casa é novidade e nós temos um carro chefe: o bolinho de bacalhau. Eram vendidos 1.200 na festa tradicional, porque a comunidade portuguesa aqui é forte. Então, o nosso forte é o bolinho, o caldo verde e os doces portugueses. Temos esses diferenciais. Fora isso, colocamos no cardápio o espeto de carne, linguiça de frango, canjica, arroz doce, maçã do amor; sempre tem coisas típicas e também mudamos o cardápio a cada semana”, explica Patrícia Barbosa de Castro, voluntária na paróquia.

No cardápio tem quindim, pastel de belém, maçã do amor, espetos, pamonha, caldo verde e o tradional bolinho de bacalhau

Funciona assim: durante a semana as pessoas fazem os pedidos através do site da paróquia e no sábado, quando a comida chega, fazem a festa, cada um na sua casa. “Na segunda de manhã já tem no site o link da festa com todo o cardápio. A pessoa compra e pode pagar por cartão ou boleto, daí a compra fica contabilizada e na sexta à noite a gente encerra os pedidos. Também na sexta à noite as equipes vão preparar as comidas, em horários diferentes, por conta do isolamento. Às 16h30, no sábado, chegam o motoboys, e os pedidos vão em sacolas personalizadas. A cada 10 pedidos a gente tem um motoboy, porque aí os pedidos chegam super quentes”, complementa a voluntária.

Além de não perder a festa, quem compra as comidas típicas ainda colabora com a assistência social da Igreja, porque toda a renda é revertida para doação de cestas básicas, remédios e roupas para famílias carentes da Zona Sul. Além das 400 famílias já cadastradas pela Paróquia, por causa da pandemia, houve aumento de 30 famílias, a cada semana, solicitando ajuda.

Para que as comidas cheguem com qualidade, a entrega abrange bairros mais próximos à Paróquia, como: Campo Belo, Moema, Chácara Santo Antônio e Vila Mascote.

Os pedidos podem ser feitos pelo site: https://paroquiasaojoaodebrito.com.br/festa-junina-em-casa-sao-joao-de-brito/


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.