Secretaria Municipal de Educação inicia cadastro de matrículas pela internet para crianças da creche e pré-escola

0
278

A medida visa trazer agilidade ao processo de matrículas e vai evitar que as pessoas saiam de casa. Na próxima semana, o Governo do Estado pretende informar o calendário da volta as aulas presenciais e os protocolos de higiene nas escolas


Pais e mães que tem filhos na Educação Infantil devem ficar atentos: a matrícula para crianças da creche e pré-escola será feita pela internet, através do link: https://cadastroinfantil.sme.prefeitura.sp.gov.br/

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, a iniciativa vai trazer agilidade ao processo de matrículas e vai evitar que as pessoas saiam de casa, tendo em visto as recomendações de isolamento social por causa do coronavírus. “A criação dessa ferramenta irá colaborar para que façamos um planejamento de vagas adequado para as regiões e também para que os demais programas de atendimento estejam de acordo com a demanda do local”, afirmou o secretário municipal de Educação, Bruno Caetano.

Para fazer o cadastro é necessário dados pessoais dos pais/mães ou responsáveis e das crianças. O número do protocolo de inscrição será enviado por email para acompanhamento.

No caso dos estudantes dos ensinos Fundamental e Médio, a matrícula online já é realizada utilizando o sistema do Governo do Estado.

VOLTA AS AULAS

De acordo com o governador João Doria, o calendário das aulas presenciais será divulgado na próxima semana, incluindo os protocolos de higiene e distanciamento social para que os alunos voltem às escolas. “A volta não será breve, será segura e no momento correto. Em todo o mundo, a última etapa foi a questão do ensino porque o risco de contágio é maior”, disse Doria.

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo já havia informado que “a retomada das aulas será gradual e regionalizada, seguindo o que os dados científicos sobre a epidemia indicarem em cada região do Estado”.

Até agora, o que foi decidido é que as aulas presenciais vão retornar em fases: inicialmente, apenas 20% dos estudantes voltam para as escolas e em seguida, 50%; até que todos os 3,5 milhões de alunos retornem juntos.

EAD NAS UNIVERSIDADES

Já nas Universidades, o Ensino a Distância (EAD) pode continuar até o fim do ano. O Ministério da Educação já havia autorizado que as aulas a distância, no Ensino Superior, acontecessem por meios digitais, mas agora prorrogou essa autorização até 31 de dezembro.

“Será de responsabilidade das instituições a definição dos componentes curriculares que serão substituídos, a disponibilização de recursos aos alunos que permitam o acompanhamento das atividades letivas ofertadas, bem como a realização de avaliações durante o período”, informaram.

Também ficou permitido que as instituições suspendam as atividades acadêmicas, sendo obrigadas a repor o conteúdo posteriormente, de forma integral.


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.