Novo programa de saúde da Prefeitura pretende zerar fila para exames oncológicos

0
344

O lançamento do “Corujão do Câncer” acontece em meio ao tratamento do próprio prefeito Bruno Covas que foi diagnosticado com um tumor no aparelho digestivo. A primeira fase do programa vai tratar pacientes que sofrem com os tipos de câncer de maior incidência: estômago, colorretal, tireoide e próstata


A fim de zerar a fila de 100 mil pacientes que esperam por um exame oncológico, o prefeito Bruno Covas lançou o programa “Corujão do Câncer”, uma adaptação do “Corujão da Saúde”, mas voltado apenas para pacientes com câncer.

O lançamento do novo programa de saúde acontece em meio ao tratamento do próprio prefeito, Bruno Covas, que foi diagnosticado com um tumor no aparelho digestivo. “Acho que todos acompanharam a minha história no ano passado. Numa quarta-feira, eu me internei para cuidar de uma erisipela. Na quinta, eu descobri que tinha virado uma trombose. Na sexta, eu descobri que também havia uma embolia por conta desse quadro. No sábado, eu descobri que havia um tumor. No domingo, eu já sabia qual era o tipo de tumor e a extensão dele, e na terça-feira eu comecei a quimioterapia. É inaceitável que o prefeito, que tem condições de pagar um plano de saúde, tenha esse tipo de agilidade e a população, que não tem condições de pagar um plano de saúde, tenha que esperar dias para continuar e ter acesso a um tratamento”, afirmou Covas.

Com um investimento de R$ 15 milhões para a administração municipal, sendo R$ 26 mil mensais por cada paciente, o “Corujão do Câncer” é uma parceria com renomadas instituições de saúde da capital: Hospital AC Camargo, Instituto de Câncer Dr. Arnaldo (CAVC), Hospital Municipal Dr. Gilson de Cássia Marques de Carvalho/Einstein (Vila Santa Catarina) e Hospital Sírio Libanês.

A primeira fase do “Corujão do Câncer” vai tratar pacientes que sofrem com os tipos de câncer de maior incidência: estômago, colorretal, tireoide e próstata. Serão 2300 vagas para exames de colonoscopia para pacientes que tenham mais de 65 anos, com suspeita de câncer no intestino. Isso significa, segundo a Prefeitura, “uma oferta de vagas 13 vezes maior do que a disponível em dezembro de 2019”.

Os exames de colonoscopia serão realizados em cinco hospitais municipais, que ganharam novos equipamentos e atendem 24 horas: Hospital Municipal do Tatuapé, Hospital Municipal Arthur Saboya, Hospital Municipal Dr. Inácio Proença de Gouveia e Hospital Municipal do Campo Limpo.

Já a segunda fase do programa começa em março priorizando pacientes com diagnóstico de câncer de pele, ginecológico, hematológico, neurológico, pneumológico, oftalmológico e pediátrico. Também haverá aumento na quantidade de exames de Ecocardiograma, Densitometria Óssea, Ultrassonografia Mamária, Endoscopia.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.