Mulher é sequestrada na Zona Sul e Polícia consegue localizá-la pelo GPS do celular

0
324

Quando a vítima foi abordada pela quadrilha ela falava ao telefone com o marido, que percebeu uma movimentação estranha e ligou para a Polícia


Na última terça-feira (1), uma mulher foi sequestrada na Zona Sul da capital paulista e, graças ao rastreador de localização do celular, ela foi encontrada pela Polícia e a quadrilha foi presa.

A vítima estava dentro do carro, estacionado perto da Estação Jurubatuba, da Linha 9-Esmeralda da CPTM, quando foi abordada por dois homens armados. Quando eles chegaram, ela estava falando com o marido no telefone.

O marido percebeu uma movimentação estranha na ligação telefônica e entrou em contato com a Polícia, que iniciou o monitoramento da vítima pelo GPS do celular. O veículo foi localizado na Rua Afonso Vidal, na Vila Andrade, perto da Ponte João Dias.

“O rapaz veio com a arma na janela, entrou com um outro, o outro veio dirigindo. O rapaz da arma ficou pra trás e aí a gente saiu na Marginal. Quando eles me abordaram, eu tava no telefone com o pessoal da minha casa, então a minha família percebeu e já ligou no 190 e eles começaram a rastrear a minha placa. Aí, os caras ao longo do percurso tavam falando no telefone com alguém que eles esperavam que chegasse de moto. Esse alguém viria com a maquininha e eles iriam fazer os débitos do meu cartão”, disse a vítima.

Além dos bandidos que estavam com a vítima no carro, havia outro assaltante os seguindo em outro veículo. Todos foram presos e vão responder por extorsão. A intenção da quadrilha era usar máquinas de cartão para passar os cartões da vítima.

O caso foi registrado no 89º DP Portal do Morumbi.

ROUBOS COM MÁQUINA DE CARTÃO

Foram registrados ao menos 45 casos de roubos com máquinas de cartões desde janeiro, na Grande São Paulo. Segundo o delegado Marcelo Dias, todas as máquinas são rastreáveis. “O dono vai ser investigado. Se ele tem um comércio que tem R$ 1 mil de mercadoria e recebe R$ 10 mil, por exemplo, alguma coisa está errada. Então vamos ter que bolar um jeito junto com essas operadoras para dificultar esse sistema”, disse.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.