Editor de livros infanto juvenis doa mais de 1000 exemplares à escola do Grajaú que leva seu nome

0
80

No próximo dia 11 de outubro, o editor e livreiro José Xavier Cortez estará na E.E. José Xavier Cortez, no Grajaú, para doar livros aos alunos do ensino fundamental em comemoração ao Dia das Crianças


O editor e livreiro José Xavier Cortez, hoje com 82 anos, já teve sua história contada em prosas de cordel; livros, inclusive infantil; documentário e em entrevistas. Em 2016 recebeu a homenagem de ter seu nome em uma escola pública na Vila Natal, distrito do Grajaú.

De plantador de algodão, marinheiro, lavador de carros e economista a livreiro e editor, esse nordestino de Currais Novos, Rio Grande do Norte, que adotou a capital paulista como seu lar definitivo, costuma afirmar: “Eu cheguei até aqui vindo de longe, muito longe e afirmo, com toda a convicção, foi a ‘leitura’ (que) me levou a ser o que sou hoje”.

“A Escola Estadual José Xavier Cortez muito me orgulha e faz parte das minhas preocupações, já que por ela no dia a dia muitas pessoas circulam, desde seus pequenos alunos, pais, professores e funcionários. A experiência, as pesquisas, os estudos têm demonstrado que um dos requisitos mais importantes para o desenvolvimento de uma criança é que ela perceba que recebe amor, atenção e carinho dos pais, da família, dos colegas. Quando tudo isso é sentido e acrescido dos ensinamentos dos professores da escola, a interação e o entrosamento serão totais, completos, perfeitos”, descreve o editor.

Todos os livros, que serão entregues às crianças, estarão acompanhados por uma carta, com o título “Escola da minha vida”, dirigida aos pais, onde ele conta parte de sua história e diz com muito carinho: “Desejo que esses alunos iniciem seus processos de alfabetização com muito entusiasmo e alegria, usando sua inteligência, suas mãos, seus corações, para adquirirem o conhecimento que certamente os orientarão pela vida inteira. Esse texto é um registro, testemunho de uma crença. Essa crença pode ser assim resumida: estudar, ler e praticar bons atos nos levam invariavelmente em algum momento de nossa vida a viver bem melhor com decência e dignidade. O cuidado que carrego comigo em relação à essa escola, mostra como ela me enalteceu. E foi pensando nisso que desejei fazer desse Dia da Criança, um dia especial.”

A E.E. José Xavier Cortez tem um trabalho de incentivo à leitura com espaços lúdicos, professores e funcionários motivados e ações que incentivam os alunos a levarem livros para casa

A E.E. José Xavier Cortez tem um trabalho de incentivo à leitura com espaços lúdicos, professores e funcionários motivados e ações que incentivam os alunos a levarem livros para casa, para uma leitura em família.  “Quando recebemos a sugestão para que nossa escola recebesse o nome do Sr. Cortez e conhecemos sua história, suas convicções, seu amor pela educação e leitura, descobrimos de imediato serem as mesmas que acreditávamos. Não tivemos nenhuma dúvida em aceitar”, descreve a professora Célia Regina Brock, diretora da escola.

Cada turma, em um total de 34 salas, receberá um título diferente para que, ao longo do ano, as crianças possam trocar entre si. Professores e colaboradores também receberam títulos diferenciados.

A Cortez Editora, tem hoje 40 anos e, em 2014 lançou seus primeiros títulos infanto juvenis.

José Xavier Cortez é assim, um incansável Dom Quixote, que um determinado dia, ao ser vítima de um assalto em sua editora, pediu para um funcionário separar os títulos da infantojuvenis, à época 19 títulos, para que o assaltante levasse para seus filhos, dizendo a ele: “Você tem filhos? Quer levar livros para que eles não tenham a mesma desdita que você? e o assaltante aceitou. Sua preocupação até hoje é: “Será que as crianças gostaram de meus livros?” Mas essa é uma outra história….


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.