Moradora reclama da falta de manutenção em calçada da estação Adolfo Pinheiro, em Santo Amaro

0
550

Calçada está com buracos e pedras espalhadas. O piso tátil, que auxilia o caminho de deficientes visuais, está quebrado

 

Uma moradora de Santo Amaro entrou em contato com o Grupo Sul News para reclamar sobre as calçadas da Estação Adolfo Pinheiro, da Linha 5-Lilás do metrô. A reportagem do Grupo Sul News esteve no local para verificar e constatou os seguintes problemas:
– perto do piso tátil, há um afundamento da calçada, o que poderia causar acidentes e quedas aos deficientes visuais que andam por ali;
– na esquina com a Rua Padre José Anchieta, há mais afundamento da calçada, buracos e pedras espalhadas e, parte do piso tátil (onde dá acesso a travessia da rua) está incompleto;
– em outra calçada de acesso à estação, o piso tátil também está muito quebrado e incompleto. Os pedaços do piso estão, inclusive, jogados ao redor da faixa.
Essa não é a primeira vez que moradores da região reclamam da dificuldade de andar por ali devido as más condições da via.
Em nota, a ViaMobilidade, concessionária responsável pela operação e manutenção da Linha 5-Lilás de metrô de São Paulo, informou que “as áreas citadas são de responsabilidade dos proprietários dos respectivos imóveis. Em relação ao piso tátil, como se trata de um equipamento que garante a acessibilidade à estação, a ViaMobilidade fará os reparos necessários de forma colaborativa. A previsão de conclusão do serviço é de até 30 dias”.
Segundo a Lei das Calçadas da Prefeitura, em calçadas com buracos será aplicada multa por metro linear de calçada, ou seja, a multa será do tamanho da via.
- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.