14.1 C
São Paulo
domingo, 26 junho, 2022
Mais

    Ministério da Saúde antecipa campanha de vacinação contra a gripe para facilitar diagnóstico do coronavírus

    Mais lidas

    A antecipação da campanha também acontece para não sobrecarregar o sistema de saúde com falsos casos de coronavírus. Na capital paulista quatro pessoas, que estiveram na Itália este ano, receberam confirmação da doença


    Nesta quinta-feira (5), o Ministério da Saúde confirmou que o Brasil registra quatro casos de coronavírus, todos em São Paulo. Todos os pacientes estiveram na Itália recentemente. O país já registrou mais de três mil casos suspeitos e mais de 100 mortes.

    O primeiro caso, um senhor de 61 anos, foi confirmado em 26 de fevereiro. O segundo caso, confirmado em 29 de fevereiro, é de um homem de 32 anos. O terceiro caso: um colombiano de 46 anos, que mora na capital paulista, e esteve em quatro países da Europa. E o quarto caso, apesar de confirmado, gerou dúvidas para os especialistas: a paciente, de 13 anos, não apresentou os sintomas, mas dois testes comprovaram o diagnóstico de coronavírus.

    O Ministério da Saúde do Brasil reforça que, o país não tem casos internos de contaminação. “Todos são de transmissão importada, de pessoas que estiveram em áreas endêmicas onde o vírus já circula. Outros 531 suspeitos são monitorados pelo Ministério da Saúde e 315 casos já foram descartados por exame laboratorial”, informaram.

    Com a intenção de facilitar e acelerar o diagnóstico do coronavírus e também para não sobrecarregar o sistema de saúde, o Governo Federal decidiu antecipar a campanha de vacinação contra a gripe para 23 de março.

    O Governo reitera que, essa vacina protege apenas contra tipos de influenza, que propagam a gripe, mas não protege contra o coronavírus. Assim, quem se vacinar contra a gripe já terá este diagnóstico descartado. “As influenzas A e B são mais comuns que o coronavírus e a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe diminui a situação endêmica dos vírus respiratórios no país, por isso é tão importante que as pessoas que fazem parte do público-alvo da campanha procurem uma unidade de saúde”, explicou o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

    Inicialmente, a campanha contra a gripe vai priorizar o atendimento para gestantes, crianças com até seis anos, mulheres até 45 dias após o parto e idosos.

    Para monitorar e coordenar ações contra a propagação do novo coronavírus, o Governo de SP criou um Centro de Contingência do Coronavírus, que contará com profissionais do Instituto Butantan e médicos especialistas das redes pública e privada.

    Confira dicas de prevenção:

    • Cobrir a boca e nariz ao espirrar ou tossir
    • Usar máscaras, principalmente se for viajar para fora do país
    • Limpar sempre o ambiente e mantê-lo ventilado
    • Não compartilhar objetos de uso pessoal
    • Usar álcool em gel nas mãos

    FALE COM A REDAÇÃO
    Sugestões de pauta, envie email para: reportagem@gruposulnews.com.br

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas