Brasil registra 9 casos suspeitos do coronavírus, três deles na capital paulista

0
551

Até agora, 132 pessoas morreram na China e 6 mil estão infectadas no mundo. Os principais sintomas são: tosse, febre e dificuldades respiratórias


Desde dezembro o mundo inteiro está em alerta por causa de um novo vírus que surgiu na China, o Coronavírus. No Brasil não há casos confirmados, mas suspeitas, inclusive na cidade de São Paulo.

A Secretaria Municipal da Saúde confirmou que três pessoas estão sendo monitoradas na capital paulista: um menino de seis anos, que retornou da China no dia 19 de janeiro; uma menina de quatro anos, que teve contato com o irmão que estava na China e um homem de 33 anos que voltou da China no último dia 20. Com febre e tosse, os três pacientes apresentaram quadros estáveis e estavam em isolamento domiciliar.

No total, o Ministério da Saúde registrou nove casos suspeitos do coronavírus no Brasil: em São Paulo (3), em Santa Catarina (2), no Rio de Janeiro (1), em Minas Gerais (1), no Paraná (1) e no Ceará (1). Todos os pacientes aguardam resultados de exames para confirmar o vírus.

“Nenhum de nós tem possibilidade de dizer com que velocidade esse possível surto irá se desenvolver no país. No momento atual, faremos uma campanha de recomendações do mesmo modo que fazemos no caso do influenza”, disse João Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do Ministério da Saúde.

Na última terça-feira (28), a China informou que o número de mortos subiu de 106 para 132, sendo mais de 6 mil infectados no mundo. Os principais sintomas são: tosse, febre e dificuldades respiratórias.

As autoridades chinesas fizeram o primeiro alerta do coronavírus para a Organização Mundial da Saúde em 31 de dezembro de 2019, já que a cidade de Wuhan registrou vários casos de pneumonia. Então, um mercado de peixes e mariscos da cidade foi fechado, suspeito de ser o foco transmissor do vírus. Desde a semana passada a cidade está isolada.

Vários países já registraram casos de transmissão do vírus: EUA, Alemanha, Austrália, Canadá, Coreia do Sul, Japão, Malásia, Nepal, Tailândia, entre outros.

O Governo de SP apresentou um plano de risco para casos suspeitos no Estado. Profissionais de saúde vão observar e monitorar sintomas do vírus em pacientes que tenham viajado para alguma área infectada. Quatro instituições fazem parte do plano de prevenção: Hospital das Clínicas, Instituto Emílio Ribas, Instituto Butantan e Instituto Adolfo Lutz.

“Sabemos muito bem que este é um período de viroses. Temos crianças, adultos, que poderão ter tosse, coriza nasal por decorrência de viroses, sem relação com o coronavírus”, explica a médica Helena Sato, diretora técnica do Centro de Vigilância Epidemiológica.

Confira dicas de prevenção:

  • Cobrir a boca e nariz ao espirrar ou tossir
  • Usar máscaras, principalmente se for viajar para fora do país
  • Limpar sempre o ambiente e mantê-lo ventilado
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal
  • Usar álcool em gel nas mãos

FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.