Mais de 244 mil alunos de SP têm anticorpos da Covid-19, informa Prefeitura

0
9

Inquérito sorológico realizado com estudantes das redes municipal, estadual e privada revela que 69% dos estudantes são assintomáticos, ou seja, não apresentaram sintomas do vírus. As aulas do Ensino Superior já estão liberadas pare retornar presencialmente. Mas, as escolas de ensino Infantil e Fundamental do município só podem reabrir em 7 de outubro, para atividades extracurriculares


A terceira fase do inquérito sorológico realizado pela Prefeitura com crianças e adolescentes de 4 a 14 anos reuniu estudantes das redes municipal, estadual e particular da cidade de São Paulo e descobriu que mais de 244 mil alunos (16,5%) já tem anticorpos contra a Covid-19, sendo que a capital paulista tem quase 1,5 milhão de alunos nessa faixa etária.

Dentre as três categorias de alunos, quem estuda na rede municipal apresentou a maior taxa de prevalência: 18,4%. Já os alunos da rede estadual que tiveram contato com o vírus são 17,2%. Estudantes da rede privada de ensino registraram uma taxa de prevalência significativamente menor: 9,7%.

Alunos de 4 e 5 anos e também os de 6 e 10 anos são os que mais tiveram contato com o vírus. O índice de contaminação também é superior entre estudantes pretos e pardos (17%) do que entre a média geral dos alunos. Em comparação com outras classes de renda, 18% dos alunos da rede municipal das classes D/E tiveram contato com o coronavírus e, na rede estadual, 17%.

Cerca de 69% dos estudantes das três categorias são assintomáticos, ou seja, não apresentaram sintomas. A maioria deles (70%) são alunos da rede privada, porém, este grupo (31%) é o que mais convive com pessoas acima dos 60 anos de idade, o grupo de risco mais propenso a contrair o vírus. Na rede estadual, 24% moram com idosos e, na rede municipal, 26%.

“O estudo vai contribuir com informações para que possa ser avaliado o melhor momento para a retomada do funcionamento presencial das escolas regulares no município, sejam públicas ou privadas”, informou a Prefeitura.

O primeiro inquérito, realizado apenas com estudantes da rede municipal, revelou que 16,1% dos estudantes já se infectaram com a Covid-19 e cerca de 64,4% deles não apresentaram sintomas. 

Já o segundo inquérito, também realizado apenas com estudantes da rede municipal, mostrou que 18,3% dos estudantes já tiveram a Covid-19, ou seja, 123.694 alunos. A proporção de crianças assintomáticas também subiu para 69,5%.

VOLTA ÀS ESCOLAS

Com os resultados da terceira fase do inquérito sorológico, a Prefeitura decidiu autorizar a reabertura de escolas para atividades extracurriculares a partir do dia 7 de outubro.

Segundo a Prefeitura, escolas e alunos, no entanto, não tem obrigação de retomar as atividades apenas para aulas extracurriculares e, conforme estabelecido pelo Governo de SP, as instituições devem obedecer a regra de 35% de lotação.

As aulas regulares para o Ensino Superior estão liberadas também a partir de 7 de outubro. “O Ensino Superior está relacionado muito mais ao inquérito dos adultos. Temos um protocolo do Governo do Estado de São Paulo para a retomada dessas aulas, respeitando, é claro a autonomia universitária, o entendimento de cada universidade, a proporção e a quantidade de alunos e o distanciamento social”, disse o prefeito Bruno Covas.

Nas unidades escolares de Ensino Infantil e Fundamental do município ainda não foi definida uma data de retorno às escolas. De acordo com Bruno Caetano, secretário municipal de Educação, existe a possibilidade do retorno acontecer no dia 3 de novembro.

“Se a gente puder ter um mês de aula presencial, dois meses de aula presencial esse ano… melhor do que não ter nenhuma aula presencial. Nesse momento ainda não é segura a reabertura das escolas, mas quando for seguro, não podemos perder essa oportunidade”, disse o secretário.

Nas escolas de Ensino Fundamental e Médio do Estado as aulas podem retornar em 3 de novembro e 7 de outubro, respectivamente. “Evidentemente, vamos respeitar a autonomia dos prefeitos para autorização da abertura [das escolas] nas suas cidades”, disse o governador João Doria.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.