Hospital da Zona Sul chega a 96% de ocupação em UTI e não recebe mais pacientes

0
308

No geral, na capital paulista, a média de ocupação das UTIs é de 82% nesta terça-feira (12), porém, seis unidades de saúde já passam de 96% da capacidade e pacientes ficam sem atendimento


Com o aumento no número de casos de Covid-19, seis hospitais municipais da cidade de São Paulo, um deles na Zona Sul, pararam de receber pacientes, já que mais de 96% dos leitos de UTI estão ocupados. No geral, na capital paulista, a média de ocupação nas UTIs dos hospitais é de 82% nesta terça-feira (12).

As unidades de saúde ocupadas são:

na Zona Norte: Hospital Doutor José Soares Hungria (em Pirituba) e o Hospital Vereador José Storopolli (na Vila Maria);

na Zona Leste: Hospital Planalto (em Itaquera), Hospital Inácio Proença de Gouvêa (na Mooca) e Hospital Municipal de Cidade Tiradentes;

Zona Sul: Hospital Saboya (no Jabaquara).

Na semana passada, o Hospital Saboya e o Hospital Municipal de Parelheiros já apresentavam mais de 80% de ocupação dos leitos. Para suprir a demanda, a Prefeitura vai alugar leitos de UTI em 11 hospitais privados da cidade: Hospital Oswaldo Cruz, Hospital do Rim, Hospital Santa Cruz, Santa Marcelina, Hospital Leforte, Cruz Vermelha, Hospital Santa Isabel, Hospital São Luiz Gonzaga, Beneficência Portuguesa, Santa Casa de Santo Amaro e Unisa, esses dois últimos localizados na Zona Sul.

“Nós tínhamos na cidade de São Paulo 507 leitos de UTI nos 19 hospitais no começo do ano. Nós já ampliamos em 790 leitos de UTI e vamos chegar em uma ampliação total de 1500 leitos de UTI. A gente espera, com essa parceria com o setor privado, ainda acrescentar mais 800 leitos de UTI na cidade. Todo o esforço que a gente tem feito mais todo o esforço do Governo do Estado é para que a gente não chegue em uma situação que outras cidades muito mais ricas do que São Paulo já chegaram, como ter que escolher quem é atendido e quem não é atendido”, disse o prefeito Bruno Covas.

Nesta terça-feira (12), entidades privadas e sem fins lucrativos foram convocadas pelo Governo do Estado para gerenciar a Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross), sistema que administra a entrada dos pacientes nos hospitais e também a transferência para qualquer unidade de saúde de São Paulo.

O Governo do Estado informou que, nesta terça-feira (12), o número de óbitos por Covid-19 subiu para 3.949: são 206 novas mortes em 24 horas.


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.