Governo faz reajuste no valor do Vale-Transporte para CPTM e Metrô

0
34

O Governo esclareceu que vai equiparar a tarifa pública do Sistema Metroferroviário com a tarifa que já é cobrada na capital paulista, pela SPTrans. Então, o Vale-Transporte passa de R$ 4,40 para R$4,83 a partir de 23 de janeiro, no Metrô e na CPTM, sem alterações ao empregado


No início do ano, a Prefeitura e o Governo de São Paulo informaram que a tarifa do transporte municipal e estadual na capital paulista continua valendo R$ 4,40 em 2021, “considerando a crise econômica e sanitária vivida pelas famílias causada pela pandemia da Covid-19”.

Porém, a partir de 23 de janeiro, a tarifa do Vale-Transporte vai mudar, pelo menos na CPTM e no Metrô.

Em decisão publicada no Diário Oficial do Estado em 15 de janeiro, o Governo esclareceu que vai equiparar a tarifa pública do Sistema Metroferroviário com a tarifa que já é cobrada na capital paulista pela SPTrans.

“O governo do Estado de São Paulo não comercializa o Vale Transporte e equiparou o valor arrecadado ao da SPTrans, aplicado desde janeiro de 2020. Essa medida permitirá equiparar recursos para o Metrô e CPTM na conta sistema do bilhete único, que deixou de subsidiar o Vale Transporte e ainda não repassava os valores às empresas. Não há alterações de valores ao empregado, que continua recebendo o Vale Transporte de seu empregador e tendo desconto de até 6%”, informou a Secretaria dos Transportes Metropolitanos.

Então, o Vale-Transporte passa de R$ 4,40 para R$4,83 a partir de 23 de janeiro, no Metrô e na CPTM. Quem paga a tarifa com o Cartão BOM, Bilhete Único Comum ou em dinheiro, será cobrado o valor de R$ 4,40.

“Não haverá alteração para os trabalhadores que utilizam sobretudo e especialmente o Bilhete Único. O trabalhador ele só pode ser resgatado de seu pagamento 6%, portanto, para ele não houve alteração. Para o empregador há mais de um ano já vem pagamento os R$ 4,83”, explicou o secretário de Transportes Metropolitanos Alexandre Baldy.

Confira como serão as tarifas cobradas no Sistema Metroferroviário a partir de 23 de janeiro:

  • Bilhete Único Exclusivo Vale Transporte | R$ 4,83
  • BOM Vale Transporte | R$ 4,83
  • BOM Empresarial | R$ 4,83
  • Bilhete Único Integrado Vale Transporte | R$ 9,24
  • Trilhos | R$ 4,41
  • Ônibus | R$ 4,83
  • Bilhete Único – Madrugador Exclusivo Vale Transporte | R$ 4,28
  • Bilhete Único – Madrugador Integrado Vale Transporte | R$ 8,45
  • Trilhos | R$ 3,62
  • Ônibus | R$ 4,83

Além dessa mudança, Prefeitura e Governo de São Paulo já haviam determinado o fim da gratuidade no Bilhete Único para Idosos entre 60 a 64 anos, a partir de 1º de fevereiro. De acordo com a SPTrans, cerca de 186 mil idosos dos 60 aos 64 anos vão voltar a pagar passagem para usar os ônibus municipais.  A medida também vale para ônibus intermunicipais, CPTM e Metrô.

Os passageiros entre 60 a 64 anos que perderam o benefício da gratuidade no transporte coletivo vão receber seus novos Bilhetes Únicos em casa, segundo informou a SPTrans. É necessário atualizar os dados no site da SPTrans a partir da desta terça-feira (19): http://www.sptrans.com.br/


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.