Governo cria plataforma para facilitar criação de emprego na pandemia

0
23

No projeto “Meu Emprego Vaga Certa” as empresas vão buscar candidatos por região, profissão e experiência, selecionando uma pessoa que esteja de acordo com a vaga disponível. Na segunda quinzena deste mês está previsto para acontecer um Mutirão do Emprego, com preenchimento de cinco mil vagas de trabalho


Para estimular a geração de emprego durante a pandemia, o Governo de São Paulo criou o projeto “Meu Emprego Vaga Certa”. A ideia é facilitar a busca por um trabalho para quem está desempregado e também facilitar a busca por um funcionário para empresas que estão com vagas abertas.

“Todos os cidadãos que vivem no estado de São Paulo e possuem o cadastro no Sistema Nacional do Emprego (SINE), do Governo Federal, terão os currículos disponibilizados na plataforma de forma automática. Eles poderão ter os dados visualizados por empresas de todo estado, o que amplia as chances de contratação”, explicou o Governo.

O cidadão que não estiver no Sistema Nacional do Emprego (SINE) tem que fazer o cadastro para inserir o currículo na plataforma. Já os empresários que querem contratar devem se cadastrar pelo site: www.vagacerta.sp.gov.br

As empresas vão poder buscar candidatos por região, profissão e experiência, selecionando uma pessoa que esteja de acordo com a vaga disponível. A primeira instituição participante do projeto é a Associação Paulista de Supermercados (APAS), que contempla mais de 1.400 empresas, e está oferecendo mais de 700 vagas na plataforma “Meu Emprego Vaga Certa”.

Na segunda quinzena deste mês está previsto para acontecer um Mutirão do Emprego, com preenchimento de cinco mil vagas de trabalho.

ISENÇÃO PARA NOVAS EMPRESAS

Além da plataforma “Meu Emprego Vaga Certa”, o Governo de São Paulo também suspendeu a cobrança de tarifa para a formalização de novas empresas. Segundo o Governo, “o objetivo é impulsionar ainda mais o empreendedorismo e estimular a economia, atenuando os impactos na geração de emprego e renda decorrentes da pandemia do coronavírus”.

Este benefício será concedido até o dia 25 de outubro para abertura de empresas classificadas como Limitada (LTDA), Empresário Individual por Responsabilidade Limitada (EIRELI), Sociedade Anônima (S/A), Empresa pública, Empresário Individual (EI) e Sociedade Cooperativa.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.