CPTM inaugura Espaço Acolher na Estação Vila Olímpia, da Linha 9-Esmeralda

0
33

Essa é a 42ª sala de acolhimento da CPTM para vítimas de importunação sexual. O suporte é dado longe do agressor e feito por uma pessoa preparada para lidar com a situação


Na última segunda-feira (8), Dia Internacional da Mulher, a CPTM inaugurou sua 42ª sala do Espaço Acolher – que oferece atendimento humanizado e com privacidade a mulheres vítimas de violência ou importunação sexual nos trens e estações da companhia.

A iniciativa de preparar e abrir o espaço para receber estas mulheres foi dos próprios colaboradores da estação, cientes da importância de acolher e direcionar corretamente as vítimas destes crimes que precisam ser eliminados não apenas da CPTM, mas de toda sociedade.

O suporte é dado longe do agressor e feito por uma pessoa preparada para lidar com a situação. Essa rede de apoio eleva ainda mais a capacidade de atendimento às mulheres que sofrem esse tipo de agressão.

Com a chegada do Espaço Acolher à Estação Vila Olímpia, dez estações da Linha 9-Esmeralda passarão a contar com o serviço. Vale lembrar que todas as sete linhas da CPTM possuem o serviço, com um importante diferencial: se a vítima sofrer a agressão em um local que não possua a sala, ela precisará se locomover por apenas uma estação, em qualquer sentido, para encontrar o suporte.

Além da nova sala, a CPTM possui Espaços Acolher nas seguintes estações:

  • Linha 7-Rubi: Água Branca, Várzea Paulista, Francisco Morato, Franco da Rocha, Perus, Vila Aurora e Pirituba;
  • Linha 8-Diamante: General Miguel Costa, Barueri, Carapicuíba, Domingos de Moraes e Itapevi;
  • Linha 9- Esmeralda – Granja Julieta, Grajaú, Jurubatuba, Berrini, Hebraica-Rebouças, Pinheiros, Villa-Lobos – Jaguaré e Osasco;
  • Linha 10-Turquesa – Rio Grande da Serra, Mauá, Santo André, São Caetano do Sul e Tamanduateí;
  • Linha 11-Coral – Mogi das Cruzes, Suzano, Ferraz de Vasconcelos, Guaianases, José Bonifácio e Bom Bosco;
  • Linha 12-Safira – Itaquaquecetuba, Itaim Paulista e São Miguel Paulista;
  • Linha 13-Jade – Aeroporto-Guarulhos.

E nas estações de integração:

Luz (Linhas 7-Rubi e 11-Coral), Brás (Linhas 7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral e 12-Safira), Tatuapé (Linhas 11-Coral e 12-Safira), Osasco (Linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda), Engenheiro Goulart (Linhas 12-Safira e 13-Jade) e Palmeiras Barra Funda (Linhas 7-Rubi e 8-Diamante).

Programa “Em Movimento por Elas”

O Espaço Acolher faz parte do programa ‘Em Movimento Por Elas’, lançado em março de 2020 em parceria com o Instituto Avon, e consiste na formulação de políticas públicas no âmbito da companhia, criando uma rede de proteção às mulheres com base em implementação de projetos internos e externos que permitam o fortalecimento da autoestima, visibilidade para questões de gênero e combate à violência contra a mulher.

Além de todas as ações de combate à violência e importunação sexual nos trens e estações, vale lembrar que a CPTM possui uma central de monitoramento da segurança, que funciona 24h por dia, 7 dias por semana, com colaboradores trabalhando por turno, que controlam mais de 3400 câmeras em estações e outras dependências da companhia, e até dezembro serão mais de 5000 câmeras. Nos trens são 8350 câmeras de olho em todo o movimento durante a circulação. Todos os casos denunciados são registrados pela CPTM, que também é a responsável pelo encaminhamento do agressor para a autoridade policial.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.