Confira como votou a Zona Sul no 2º turno das Eleições Municipais 2020

0
58

O atual prefeito Bruno Covas ganhou as eleições com 59,38% dos votos, contra Guilherme Boulos, que recebeu 40,62% dos votos. Se no 1º turno, Bruno Covas venceu em todas as 58 Zonas Eleitorais, no 2º turno foi diferente: ele perdeu 8 zonas eleitorais, incluindo seis na periferia da Zona Sul


No último domingo (29), 5.337.230 (85,84%) milhões de paulistanos compareceram às urnas para votar em um candidato à Prefeitura de São Paulo.

Com 3.169.121 de votos (59,38% dos eleitores), o atual prefeito Bruno Covas (PSDB) continua no comando da cidade de São Paulo até 2024. De acordo com o prefeito eleito, ele vai cumprir os quatro anos de mandato. “Quero ser reeleito para entregar o cargo no dia 1º de janeiro de 2025″, disse Covas logo após votar.

Guilherme Boulos agradeceu em casa, onde cumpre isolamento.

O candidato Guilherme Boulos (PSOL) recebeu 2.168.109 de votos (40,62% dos eleitores). Após a derrota, Boulos agradeceu aos apoiadores da varanda de sua casa no Campo Limpo, Zona Sul, onde cumpre isolamento por estar infectado pela Covid-19. “A gente apontou um futuro. Não está terminando, está começando. Vou trabalhar, a partir de agora, para que o que a gente conseguiu construir e unir em São Paulo sirva de inspiração para o Brasil. Para ajudar a derrotar o atraso e o autoritarismo. A todos que semearam esperança: a gente vai ganhar”, disse.

A abstenção (número de pessoas que não votaram) ficou em 30,81%, maior que no primeiro turno, quando 29,29% dos paulistanos não votaram.  Cerca de 273.216 (4,39%) pessoas votaram em branco e 607.062 (9,76%) votaram nulo.

Se no 1º turno, Bruno Covas venceu em todas as 58 Zonas Eleitorais, no segundo turno foi diferente: ele perdeu 8 zonas para Guilherme Boulos. Covas, no entanto, foi o mais votado em toda a Zona Norte, Zona Oeste e no Centro.

Bruno Covas venceu na maior parte da Zona Leste, mas Boulos ganhou em duas regiões: São Mateus e Cidade Tiradentes.

Na Zona Sul, Guilherme Boulos ficou com seis Zonas Eleitorais: Campo Limpo, Piraporinha, Valo Velho, Capão Redondo, Grajaú e Parelheiros.

Também na Zona Sul aconteceu a maior diferença de votos: em Indianópolis, Covas ficou com 75% dos votos válidos.

Confira os votos para os dois candidatos em cada região da Zona Sul:

6ª ZE Vila Mariana: 65.524 votos para Bruno Covas (67,31%) X 31.818 votos para Guilherme Boulos (32,69%)

20º ZE Valo Velho: 53.815 votos para Guilherme Boulos (56,41%) X 41.580 votos para Bruno Covas (43,59%)

246ª ZE Santo Amaro: 52.056 votos para Bruno Covas (72,20%) X 20.042 votos para Guilherme Boulos (27,80%)

251º ZE Pinheiros: 43.927 votos para Bruno Covas (62,33%) X 26.552 votos para Guilherme Boulos (37,67%)

258º ZE Indianópolis: 86.430 votos para Bruno Covas (75,87%) X 27.484 votos para Guilherme Boulos (24,13%)

280º ZE Capela do Socorro: 60.673 votos para Bruno Covas (58,48%) X 43.085 votos para Guilherme Boulos (41,52%)

320º ZE Jabaquara: 66.109 votos para Bruno Covas (61,76%) X 40.938 votos para Guilherme Boulos (38,24%)

328º ZE Campo Limpo: 52.840 votos Guilherme Boulos (50,60%) X 51.586 votos para Bruno Covas (49,40%)

351º ZE Cidade Ademar: 44.527 votos para Bruno Covas (59,11%) X 30.799 votos para Guilherme Boulos (40,89%)

371º ZE Grajaú: 64.469 votos para Guilherme Boulos (54,23%) X 54.413 votos para Bruno Covas (45,77%)

372º ZE Piraporinha: 89.703 votos para Guilherme Boulos (54,62%) X 74.541 votos para Bruno Covas (45,38%)

373º ZE Capão Redondo: 39.771 votos para Guilherme Boulos (51,90%) X 36.853 votos para Bruno Covas (48,10%)

381º ZE Parelheiros: 70.135 votos para Guilherme Boulos (50,35%) X 69.157 votos para Bruno Covas (49,65%)

408º ZE Jardim São Luís: 50.891 votos para Bruno Covas (53,00%) X 45.128 votos para Guilherme Boulos (47,00%)

418º ZE Pedreira: 63.755 votos para Bruno Covas (57,68%) X 46.778 votos para Guilherme Boulos (42,32%)

No geral, o mapa da apuração na cidade de São Paulo ficou parecido com o mapa de 2018, nas Eleições Presidenciais, quando Jair Bolsonaro foi eleito presidente do Brasil. E Bruno Covas, em 2020, foi vitorioso em 50 das 52 zonas eleitorais vencidas pelo presidente Bolsonaro em 2018.

Prefeito eleito Bruno Covas e seu vice, Ricardo Nunes

“As urnas falaram e a democracia está viva. São Paulo mostrou que restam poucos dias para o negacionismo e para o obscurantismo. São Paulo disse ‘sim’ à democracia. São Paulo disse ‘sim’ à ciência, disse ‘sim’ à moderação, disse ‘sim’ ao equilíbrio”, afirmou Bruno Covas após a vitória.

Após realizar a campanha mais cara entre todos os candidatos (R$ 19,4 milhões), Bruno Covas e seu vice, Ricardo Nunes (MDB), tem a difícil missão de governar a cidade na pandemia contra a Covid-19, neste momento em que o número de casos está subindo.

O programa de governo, com planos e promessas de Bruno Covas para os próximos quatro anos está disponível em: https://cutt.ly/ShklQTB


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.