Centros Culturais de São Paulo promovem diversas atrações presenciais neste mês de dezembro

0
524

Dia do Samba, Dia do Forró e programação natalina dominam os espaços culturais neste mês


Em dezembro, os Centros Culturais de São Paulo recebem uma programação variada para todos os públicos. Para amantes do samba, o Centro Cultural da Juventude, o Centro de Culturas Negras e o Centro Cultural Tendal da Lapa recebem atrações em celebração do Dia do Samba, comemorado no dia 02. Já o forró tem destaque com show de Mariana Aydar no Tendal da Lapa, no dia 11.

Para entrar no clima de Natal, o Teatro Leopoldo Fróes, no Centro Cultural Santo Amaro, recebe o espetáculo de dança “Severina, um auto de Natal pernambucano” – releitura do clássico literário “Morte e vida severina”, de João Cabral de Melo Neto.

Confira a programação completa:

Centro Cultural da Diversidade

O Perigo da Salvação
Residência e apresentação
Teatro
1 a 30/12
Apresentação: 18/12
Horário: 20h
Classificação: 18 anos
Presencial
Evento: Apresentação do processo criativo de uma Residência Artística. Evento realizado na Área Externa CCD.
“Um Rito não-sacro na composição de silêncios do qual a paz não pertence. É tempo de recolhimento e miséria. Apesar de tudo, são dois homens, dois corpos compulsivos que oferecem a putrefação da terra com vandalismo obsceno, vulgar, natural. Um deles apresenta-se como imagens da fuga urgente do sagrado. Ruptura da palavra – traição e prazer. Quem não compreende o gozo não experimentou o sentido primeiro da vida.” Com Bruno Canabarro.

Trânsito
Residência e apresentações
Poesia e performance
1 a 23/12 – 5 dias por semana.
Apresentação: 17/12 com diversos posts de ensaios, performances e atividades durante o processo
Horário: 20h
Classificação: +16 anos
Presencial + gravação/transmissão online por instagram @ccdiversidade
Seis artistas residentes na região de Cidade Tiradentes, sob coordenação de Lucia Koch (ECA/USP), produzirão em conjunto a partir de suas experiências com o teatro, as áreas externas e o entorno do centro cultural, focando em linguagens performativas. Como experiência de formação e catalisador de processos criativos, quatro artistas reconhecidos serão convidados para serem entrevistados pelo grupo e para proporem atividades, abrindo novas possibilidades para as pesquisas em andamento. As entrevistas serão editadas e publicadas ao final do projeto, bem como um vídeo de processo produzido pelos participantes. Sem temas pré-definidos, o projeto está pautado nas experiências com o espaço, sua estrutura, bibliotecas, arquitetura, equipe etc, nas relações entre o próprio grupo e nos trânsitos pela cidade. Durante o projeto, os participantes estarão em constante deslocamento entre o extremo da Zona Leste e o Itaim. O primeiro mês será focado nos usos do teatro, com uma apresentação neste espaço, e o segundo (nas áreas externas como o jardim, as lajes e a própria rua) conectando o dentro e o fora da instituição.

Sobrevida
Espetáculo teatral
3 e 4/12
20h
+16 anos
Atividade por ocasião do 1/12: Dia Mundial de Luta Contra a Aids. Ao revelar seu diagnóstico positivo para HIV, a personagem nos conduz por um passeio através de suas memórias e medos. Nesse trajeto, revive o conflito de compartilhar sua situação de risco com amigos, família e paixões. “Sobrevida” mostra como (o que até então era uma sentença de morte) se transforma em uma maneira de confrontar o estigma de uma vida soropositiva. Na encenação, através de uma ação performática, o dramaturgo surge ao final do espetáculo concretizando a sua morte e superando o medo de contar sobre o HIV.

Okó: Maskulinidades Transatlânticas
Performance / intervenção
10/12
Horário: 15h
Classificação: Livre
Duração: 60 min
Performance e intervenção urbana no entorno do CCD + vídeo transmissão pelo instagram
Livre. Utilizando elementos performáticos da cultura ballroom como o runway (desfile) e linguagens do hip hop, o trabalho traz movimento, vestuário, música e poesia como estéticas disparadoras de um universo imaginário, visual, subjetivo e relacional na urbanidade. As intervenções instigam reflexões sobre sexualidades, racialidade, pertencimentos, emoções, ancestralidades e corporeidades. A performance de Flip Couto ocupa as ruas desfilando um corpo que se transforma em diálogo com as coreografias sociais presentes nos diferentes territórios. O trabalho provoca a reflexão sobre as possibilidades de performance de gênero propondo um olhar plural para refletir sobre o corpo em diáspora e suas transformações nos espaços públicos.

Manifesto Bicha Preta
Teatro
11 e 12/12
20h
+16 anos
60 min
Um convite para refletirmos, a partir da performance, a arte e a homoafrossexualidade, seus lugares de fala e resistências. A performance integra o projeto poéticas de resistências da A Inacabada Cia, que tem em seu repertório os espetáculos Meninos Também Amam e HomOrgias Poéticas, que abordam a homossexualidade masculina, suas afetividades e também sua luta cotidiana contra a homofobia. Em manifesto, a companhia dá voz à poesia preta que reflete os cenários de luta e a história de resistência.

[Trans}*itoriedades
Artes visuais
15/12 a 31/01
10h às 18h
Livre
Exposição de lambe-lambes no muro lateral do CCD.
Todas as imagens capturadas do projeto, tendo como modelos as residentes da Casa Florecer (projeto social de acolhimento a pessoas trans em situação de rua), criam uma narrativa com a fusão da história da moda, legitimando de forma enfática a permanência de pessoas transexuais em todos os momentos históricos da humanidade. Imagens produzidas e tratadas pelo fotógrafo Marcos Rosseton, pessoa não binária.

Festa AMEM
Dança / performance
19/12
Horário: 19h
+12 anos
Duração: 90 min
Performances de dança com música (DJs) na área aberta do CCD. Com linguagem afrofuturista, a AMEM traz um evento dedicado ao vogue, funk, dancehall, hip hop e outras culturas negras, unindo e celebrando corpos não normativos criando espaços de cuidado pelo viés da arte. Durante a programação, performers de diferentes linguagens apresentam suas intervenções com discussões sobre gênero, classe, sexualidade e saúde através da música, dança, poesia, artes visuais e outros estímulos. A AMEM é um coletivo criado em 2016 e formado por artistas, produtores e pesquisadores pretos LGBTQIA+

Centro Cultural da Juventude

Dia do Samba
Samba é Cultura
Música
2/12
18h
Livre
Duração: 6 horas
Presencial no Calçadão
Shows de samba com Serginho Madureira e Banda Disciplina, tendo como convidado o grupo Amigos da Vila Carolina. O Dia Nacional do Samba, ou Dia do Samba, é comemorado anualmente em 2 de dezembro. A data foi criada no Primeiro Congresso Nacional do Samba no Rio de Janeiro em 1962, tendo a mesa diretora Edison Carneiro, Ari Barroso, Aracy de Almeida, Henrique Foréis (Almirante), Maestro José Siqueira, Pascoal Carlos Magno, Paulo Lamarão, Servan Heitor de Carvalho, Jota Efegê, Paulo Tapajós, Haroldo Costa, Arcy Barbosa de Oliveira, Ernesto dos Santos (Donga), Sérgio Cabral, Joviniano Moura Rolim, Roberto Paulino, Alfredo Rocha Viana Filho (Pixinguinha), José Ramos (Tinhorão), Marília Batista e Oswaldo Sargentelli.

Poemas Suspensos
Intervenção / teatro
4/12
15h
Livre
Duração: 40 min
Presencial – Calçadão
Poemas Suspensos e Outros Contos narra histórias, causos e contos da cultura popular, cultura indígena e clássicos infantis. Trata-se de declamação de poemas inspirados no universo da literatura de cordel. A intervenção consiste de dois pernaltas e uma musicista contando e cantando pequenas histórias do universo lúdico. Serão 3 intervenções de 20 minutos cada, em pontos distintos. A contação dinâmica é executada com ludicidade, utilizando a música, o teatro de bonecos e a perna de pau. Os contadores, além de narrar ricas histórias, convidam o público a participar da vivência através de jogos e danças populares.

Fortalecimento de mulheres no Samba
Samba das Pretas
Música
5/12
16h
Livre
Duração – 40 min
Presencial no hall do Arena
Classificação: Livre
O grupo Samba das Pretas surge da união de seis mulheres moradoras do bairro Cidade Tiradentes, extremo leste da capital, que juntas decidem utilizar o samba como símbolo de resistência aos problemas sociais, em especial àqueles que as mulheres pretas enfrentam em seu cotidiano. No repertório, destaque para canções compostas e/ou interpretadas por mulheres que marcaram a história do samba, como Jovelina Pérola Negra, Clementina de Jesus, Leci Brandão, Beth Carvalho e a saudosa Dona Ivone Lara, entre outras.

Nós Somos Soma – Versão Pocket
Intervenção
9/12
20h
Livre
60 minutos
Presencial na Arena do CCJ
O projeto Quebrada Viva é uma intervenção urbana com projeção a laser, amplificando a poesia de artistas da periferia. A ideia é ecoar a voz de artistas racializados. Em edições passadas já contou com a participação de Brisaflow, Massive Mia, Preta Ferreira, MV Bill, Rosa Luz e Thata Alves. Quebrada Viva surgiu da vontade de expandir e descentralizar a cultura por meio de frases projetadas em grande escala nas paredes e empenas das periferias de São Paulo. O projeto Nós Somos Soma, em uma versão pocket, retorna no Centro Cultural da Juventude para reunir mulheres da Casa Verde e do Cachoeirinha. Uma Roda de Conversa com o tema “E Nós, Somos Soma?” e projeções de frases de superação e empoderamento pelo videoartista Diogo Terra Vargas completam a programação..

Mostra Lino Rojas de Teatro de Rua
Espetáculo: Piratas de Galochas
Teatro
11/12
16h
Livre
Duração: 75 min
Presencial no Calçadão do CCJ
Liderados pelo Capitão Willie William Will o’Well, uma tripulação de piratas ocupa a Ilha de Providence, uma lugar sem função social, e funda uma Federação de Piratas. A Federação é um sucesso e em pouco tempo a Coroa Inglesa se vê em problemas por conta do aumento vertiginoso de bucaneiros. A peça busca um intercâmbio entre a pirataria e o Movimento de Ocupação.

Happy Dance
Intervenção artística
16/12
19h
Livre
Duração: 45 min
Presencial – Arena
O projeto coreográfico do Grupo de Dança Identidade Em Movimento tem o objetivo de levar a cultura da dança para toda a população, com coreografias de danças urbanas para jovens periféricos. Danças de rua como breaking, wacking, popping, locking, vogue, hip hop freestyle, house dance e hip hop feme, misturando a dança com os saltos mortais.

Festival GRIME CCJ
Música
18/12
15h
+14 anos
Duração: 6 horas
Presencial na Arena do CCJ
O Grime CCJ realizou episódios virtuais ao longo do segundo semestre de 2021 visando revelar novos talentos e aproximar jovens periféricos que buscam seu lugar na música, dando suporte de estúdio e gravação. O projeto é inspirado no formato do Brasil Grime Show. O festival tem a intenção de trazer os artistas que passaram pelo Grime CCJ juntamente com artistas mais consagrados.

Monna Brutal
Música
18/12
19h
+14 anos
45 min
Presencial na Arena do CCJ
Artista referência nacional e internacional do rap que reside na Zona Norte de São Paulo. Traz em suas letras críticas sociais e que combatem diretamente preconceitos como racismo, transfobia, homofobia e machismo. Através desse diálogo com as pessoas do território do CCJ possibilita reflexões desde a trajetória da cantora até sua poesia.

FEBEM
Música
18/12
20h
+14 anos
45 minutos
Apresentação de show do rapper Febem com repertório misto de suas melhores e mais populares obras. Originário da Vila Maria, bairro industrial da Zona Norte de São Paulo, o artista sentiu o gosto do sucesso como parte do Grupo ZRM. Pouco tempo depois ele se juntou ao selo CEIA para o lançamento dos seus primeiros dois EPs: Elevador (2016) e Prata (2017), e do primeiro álbum Running (2019) , Em 2020 chegou Brime, o projeto colaborativo entre Febem, Fleezus e CESRV, que mistura o Baile Funk com Grime de origem inglesa.

Centro de Culturas Negras

Workshop o que é produção?
Workshop
2/12
19h
Livre
60 minutos
Presencial na área interna
Palestra voltada para produção de eventos, para quem tem dúvida de como organizar e produzir um evento. Quais os quesitos e critérios utilizados com os contratantes e contratados incluindo os artistas.

Dia do Samba
Awure
Música
3/12
19h
Livre
60 minutos
Live pelo Instagram
Um grupo de samba do Rio de Janeiro traz a ancestralidade e a “malandragem” carioca, conectando o Rio com São Paulo.

Baile do Sagatiba
Música
4/12
19h
Livre
120 minutos
Presencial na área interna
O Baile do Sagatiba é um baile black com características nostálgicas que promove um encontro dos amantes de samba rock e flashback.

Mucambos de Raiz Nagô
Música
4/12
15h
Livre
60 minutos
Presencial na área externa
Um passeio pelo mundo dos tambores de maracatu, com a história sendo contada passo a passo desde suas origens em Pernambuco até o repertório dos grupos de maracatu de São Paulo. A narração acontece ao som dos tambores ancestrais do maracatu.

Conjunto Retratos (Chorinho)
Música
5/12
11h
Livre
60 minutos
Presencial na área interna
O Conjunto Retratos surgiu em 2006 de um encontro de amigos músicos. O nome surgiu em homenagem a Radamés Gnattali, maestro gaúcho que compôs uma suíte para orquestra regional e bandolim intitulada “Suíte Retratos”. Nela, Radamés fotografou musicalmente os quatro músicos responsáveis pela consolidação do gênero, que são Pixinguinha, Anacleto de Medeiros, Chiquinha Gonzaga e Ernesto Nazareth.

Sarau Descolonize-se
Música
11/12
19h
Livre
60 minutos
Presencial na área interna
Uma apresentação de blues com integração aos tambores africanos.

PR do Noel
Intervenção artística
15/12
15h
Livre
180 minutos
Presencial na área interna
Uma intervenção voltada para o público infanto-juvenil que busca uma interação entre crianças e jovens do entorno do equipamento cultural, trabalhando uma caixa lúdica e interativa e valorizando as brincadeiras conjuntas.

Resenha da Vila
Música
19/12
15h
Livre
60 minutos
Presencial na área interna
Resenha da Vila é um projeto sociocultural que difunde o samba em sua generalidade, fazendo resgate cultural deste que é um Patrimônio Imaterial de São Paulo. Com encontros mensais, o Projeto Resenha da Vila tem como finalidade trazer diferentes sambistas ao CCN, da Região do Jabaquara a outras regiões de São Paulo.

Samba CCN
Música
17/12
19h
Formato: Presencial
Local: Interno
Plataforma:
Duração: 120 minutos
Classificação: Livre
Samba CCN é um projeto idealizado pela coordenação do equipamento, com o intuito de aproximar o público do samba raiz ao CCN. Nesta apresentação, o grupo Samba entre Amigos, com artistas da região e seus trabalhos autorais.

JahMaiquara
Música
18/12
14h
Livre
60 minutos
Presencial na área externa
Evento sociocultural para espalhar a palavra e o som de raízes jamaicanas. O projeto Jahmaiquara Sistema de Som une a comunidade para se divertir e conhecer um pouco da cultura rasta com festas sound system, assim como é feita nas periferias da Jamaica.

Resenha da Vila
Música
19/12
15h
Livre
60 minutos
Presencial na área Interna
Resenha da Vila é um projeto sociocultural que difunde o samba em sua generalidade, fazendo resgate cultural deste que é um Patrimônio Imaterial de São Paulo. Com encontros mensais, o Projeto Resenha da Vila tem como finalidade trazer diferentes sambistas ao CCN, da Região do Jabaquara a outras regiões de São Paulo.

Encontro dos Mestres – Grupo Cativeiro
Sarau
22/12
19h
Livre
60 minutos
Presencial na área interna
Sarau do Grupo Cativeiro de Capoeira busca discutir e apresentar as ladainhas cantigas da capoeira, poetas e uma roda final. Mais informações sobre o grupo.

Centro Cultural Olido

Um Giro na História em 100 Capas de Discos
Música
1 a 20/12
18h abertura
Livre
Presencial na Galeria do DJ
Um Giro na História em 100 Capas de Discos é uma exposição formada por capas de disco que fizeram história, divididas em 10 grupos com temas diferentes. O visitante viajará pela história da arte visual trabalhando a favor (e às vezes contra) a música. A coleção abrange desde capas históricas e polêmicas às divertidas e narcisistas, passando por capas que fizeram mais sucesso que o disco.

Sextou com xs Mestrxs
Música
3 a 17/12
Sextas às 19h
Livre
120 min
Presencial na Galeria do DJ
Sextou com Mestres da Discotecagem. No Mês de dezembro com:
Andrea Gram: 3/12
Renato Cohen: 10/12
Iraí Campos: 17/12

Modulação Preta convida AKIN DECKARD + Baile da Modulação Preta com RHR + DUE e Pocket Show Improvisação
Música
4/12
14h – entrevista
16h – baile
Livre
240 minutos
Presencial na Galeria do DJ
Modulação Preta é uma websérie constituída de live sets e entrevistas focadas nas pesquisas de artistas pretas e pretos em diálogo com as linguagens eletrônicas voltadas para a produção musical. O projeto pretende mapear, revisar, resgatar e criar novos parâmetros para a história da música contemporânea produzida em território nacional a partir de contextos de troca e criação de ampla mobilização de populações periféricas, fomentados de modo independente e à revelia do desenvolvimento da indústria musical mainstream. Neste episódio, o programa recebe o produtor musical, curador e artista visual Akin Dekard, integrante dos projetos Metanol FM. A Modulação recebe a DJ DUE, da Carlos Capslock.

Super Punch Sessions
Dança
5/12
16h
Livre
120 minutos
Presencial na Galeria do DJ
Criada no ano de 2012, a Super Punch Sessions foi a primeira web rádio voltada às danças urbanas, com a intenção de relembrar as clássicas block party’s que aconteciam no Bronx. A festa reúne amantes das danças urbanas e promove a troca de experiência entre amadores e profissionais.

Pocket show Melifona
Música
8/12
20h
Presencial na Galeria do DJ
LIvre
90 minutos
show autoral do músico e produtor. Melifona apresenta um pocket show trazendo composições inéditas e improvisações com seus instrumentos de sopro, cordas e eletrônicos.

Rádio Papisa
Música
9/12
19h
Livre
90 minutos
Presencial na Galeria do Dj
Tatiane Lisbon, mais conhecida como Papisa, apresenta set que integra suas duas profissões e paixões: a astrologia e a música eletrônica.

Bailão do LP
Música
11/12
16h
Livre
180 minutos
Presencial na Galeria do Dj
O Baile do LP é uma festa para os amantes da música, dança, artes, noite e dos encontros. Cultivando a cultura do disco de vinil e resgatando as origens e fundamentos do DJ, o Baile do LP promove todo mês seu ritual de música com discotecagens inéditas e intervenções visuais.

DJ: A Arte de Mixar – Com DJ Sylvio Muller
Música
15/12
14h às 20h
Livre
Presencial com gravação na Galeria do DJ
Vivências de discotecagem com produção e afins sob curadoria do DJ Sylvio Muller com profissionais dos toca-discos, mixers, competições e bolachas.

Pocket show Rafa Bebiano + DJ Quentix
Música
16/12
20h
Livre
60 minutos
Presencial na Galeria do DJ
Rafa Bebiano é artista, travesti, negra, valeparaibana e lorenense do Parque das Rodovias. Atua como cantora, compositora, poeta e produtora há 25 anos

Centro Cultural Penha

Sexta do Riso com Clods Rocha e Rafael Facina
Teatro/Humor
3/12
20h
Livre
60 minutos
Presencial no Teatro Martins Penna
O projeto Sexta do riso é sucesso no Teatro Martins Penna desde 2018. O público de variadas idades acompanha as apresentações de humoristas com carreiras consolidadas. Para o dia 3 de dezembro os nossos convidados são Clods Rocha e Rafael Facina.

Sexta do Riso com Vatapá Comedy
Teatro/Humor
10/10
20h
Livre
60 minutos
Presencial no Teatro Martins Penna
O projeto Sexta do Riso é sucesso no Teatro Martins Penna desde 2018. O público de variadas idades acompanha as apresentações de humoristas com carreiras consolidadas. Para o dia 10 de dezembro os convidados são o grupo Vatapá Comedy.

Penha Geek – edição Science
Geek
11/12
Das 11h às 21h
Livre
Presencial no Teatro Martins Penna e live pelo Youtube @ccpenha
Em Maio de 2018, o Centro Cultural da Penha realizou a 1ª edição do Penha Geek, evento com a programação voltada à cultura nerd – em comemoração ao Dia da Toalha. No dia 29 de setembro de 2019 aconteceu a 2ª edição do evento. Em 2020, por conta da pandemia, o evento aconteceu em setembro totalmente online. Em 2021 o tema escolhido é Ciência.

Edu Sereno – Projeto Independente S/A
Música
12/12
19h
Livre
60 minutos
Presencial no Teatro Martins Penna
No dia 12/12, o Centro Cultural Penha completa 9 anos e, para comemorar, o cantor e compositor Edu Sereno (nascido e criado na Penha) apresenta seu show com banda.

A Folia no Terreiro de seu Mané Pacaru
Mostra de Teatro de Rua Lino Rojas
Teatro de rua
12/12
15h
Livre
60 minutos
Presencial no Largo do Rosário
Coletivo Mamulengo da Folia apresenta A Folia no Terreiro de seu Mané Pacaru, espetáculo de mamulengo recheado de figuras como o valentão, a mocinha, o policial, o coronel e tantos outros clássicos da cultura popular vindos da Comédia Dell’Arte. Ao som e sabor dos improvisos do brincante, o público se diverte e interage.

Sexta do Riso com Jansen Serra e Diego Baro
Teatro/Humor
17/12
20h
Livre
60 minutos
Presencial no Teatro Martins Penna
O projeto Sexta do riso é sucesso no Teatro Martins Penna desde 2018. O público de variadas idades acompanha as apresentações de humoristas com carreiras consolidadas. Para o dia 17 de dezembro os convidados são Jansen Serra e Diego Baro.

Centro Cultural Santo Amaro

Mostra Natal em Cestaria
Exposição
4/12
11h
Livre
60 minutos
Presencial na Esplanada de Leitura Ruth Guimarães
A exposição tem como objetivo apresentar os trabalhos das alunas do curso de artesanato com cestaria em jornal, e com técnicas manuais, do projeto oferecido pelo CCSA. As aulas foram feitas totalmente de maneira online.

A Criação
Musical
5/12
11h
Livre
60 minutos
Presencial no Teatro Leopoldo Fróes
O espetáculo musical aborda a temática da celebração do Natal de uma família brasileira que, através de uma fábula de Maria Clara Machado, se redescobre como protagonista da história da criação de todas as eras.

Ocupação Gonzaga
Intervenção Artística
10/12
16h
Livre
90 minutos
Presencial no Teatro Leopoldo Fróes
Mostra com cordéis, emboladores, trio pé de serra e jazz no forró. Essa ocupação trará uma exposição de Cordel, apresentação de repentistas, trio de forró e uma novidade: músicas de forró em versão jazz, originando o nome Deu Jazz no Forró.

Severina um Auto de Natal pernambucano
Dança
18 e 19/12
19h
Livre
60 minutos
Presencial no Teatro Leopoldo Fróes
A Cia de Dança Tangará trará, com a lucidez da dança contemporânea,.seus olhares quanto à obra Morte e Vida Severina, de João Cabral de Melo Neto.

Centro Cultural Tendal da Lapa

Dia do Samba
Bloco Boêmios da Ipojuca
Música
2/12
Horário: 19h30
Livre
120 minutos
Presencial
Boêmios da Ipojuca é um bloco de Carnaval em formato de roda de samba, que nasceu e desfila pelas ruas da Lapa cantando músicas de domínio público.

Larvrários
Circo
04/12
Horário: 19h
Livre
120 minutos
Presencial
A Cia. Mastrônica é a única companhia brasileira de circo especialmente dedicada à pesquisa no Mastro Chinês, considerado um dos aparelhos mais exigentes fisicamente e, por consequência, menos difundido no meio circense. Fundada em 2017, a partir de um coletivo de treinos, a cia tem se apresentado em cabarés e festivais, presenciais e online, por todo o Brasil. Larvrários é um espetáculo de circo-teatro. Mais do que a virtuose que a técnica circense embute, propõe uma abordagem mais sensível através da exploração da corporalidade e tempo cênico criados por personagens bastante distantes do cotidiano e da atmosfera onde atuam estas entidades – a trilha sonora ao vivo, design de luz e máscaras larvárias ajudam a construir este universo. Sem nenhuma fala é totalmente conduzido pelos gestos e movimentos de seus personagens, Larvrários traz como proposta inicial um enredo todo aberto, composto por climas, sensações e ações trazidas às cenas, exploradas por figuras bastante contrastantes imagética e gestualmente.

Bloco Infantil Sainha de Chita
Música
5/12
11h
Livre
Duração: 3 horas
Presencial
O Sainha de Chita foi fundado em 2015 por integrantes do bloco Saia de Chita. Tornou-se a versão infantil do bloco maior, presente há 13 anos no circuito do Carnaval paulistano. O show é voltado para pais e crianças e traz temas regionais como samba, frevo, ijexá, axé, carimbó, além de composições autorais que abordam o dia-a-dia esfuziante da criançada. Aqui, o carnaval é plataforma de conexão com as outras linguagens musicais e alegoria para construir um colorido universo infantil. Divertido à beça, o espetáculo tem números, encenações, brincadeiras e interações.

Dia do Forró

Mariana Aydar
Música
11/12
Horário: 16h
Livre
60 minutos
Presencial
Mariana Aydar comemora o Dia Nacional do Forró Cantora e compositora paulistana, Mariana Aydar assina obra sofisticada e contemporânea com raízes na música nordestina, especialmente no forró. Já cantou com vários nomes como Elba Ramalho, João Donato, Geraldo Azevedo, Gilberto Gil, Alcione e Alceu Valença. Com quatro discos lançados, assina como idealizadora e diretora de um documentário sobre a obra de Dominguinhos e lançou alguns singles como “Te Faço um Cafuné”, “Eu Te Amo Você” e “Caraíva-Trancoso”. Depois de uma aclamada estreia no carnaval de rua de São Paulo com seu bloco Forrozin em 2018, Mariana segue expressando todo calor e intensidade de sua veia nordestina rumo ao quinto disco.

Bloco Pilantragi
Música
12/12
Horário: 16h
+18 anos
Pilantragi é o nome da festa, coletivo e bloco de carnaval encabeçado pelo DJ Rodrigo Bento. Seus sets propõe uma viagem pela história da Música Popular Brasileira e suas conexões mundiais. Do Samba aos Grooves, do regionalismo aos beats eletrônicos. Freestyle.

Bloco Skaravana
Música
19/12
Horário: 16h
Livre
Skaravana é um bloco nascido no bairro do Bixiga, região central de São Paulo. Seu desfile, tal qual uma charanga ou fanfarra, é marcado por um desfile no chão (ou nas ruas). Musicalmente faz uma celebração abrasileirada aos ritmos jamaicanos, como o ska e o reggae, executados por uma enorme quantidade de sopros e percussão.

Centro de Memória do Circo

Ensaio Aberto do Espetáculo “Miss Lola e Mister Charlito em Gran Circo Vaudeville”
Circo
4/12
16h
Livre
45 minutos
Presencial com agendamento prévio d
Contemplado pelo Proac, este projeto propõe a montagem do espetáculo circense dos artistas Ronaldo Aguiar e Luciana Viacava, com direção de Fernando Paz.
Após um longo e tenebroso período de anos morando num circo desativado, a dupla de palhaços Lola e Charlito descobre, através de uma notícia de jornal, que precisam retomar suas atividades…

Dia do Palhaço
Circo
10/12
11h
Presencial e com transmitido pelo facebook.com/centrodememoriadocircosp
Livre
120 minutos
O Centro de Memória do Circo convida o respeitável público para comemorar o Dia do Palhaço.

Centro de Referência da Dança

Experiência Corpo Selvagem
Intervenção – Vivência (Estudo Movimento do Corpo)
18/12
13h
+14 anos
180 minutos
Presencial na Sala Cênica
Trata-se de uma tecnologia de acesso aos processos inconscientes do corpo, através de um programa cênico performativo com vias na construção de qualidades de presença e movimentação, tendo como base o xamanismo peruano e o atletismo afetivo de Antonin Artaud. A técnica se propõe na busca do “selvagem” de cada um, criando assim uma nova identidade, autoral. O objetivo é banir a ideia de impossibilidade criativa.

Centro Cultural Grajaú

Forró Capim Guiné
Música
3/12
18h
Livre
60 minutos
Presencial no Teatro do CCG
A banda Forró Capim Guiné nasceu em 2017 em um encontro de amigos musicistas de várias vertentes, mas que tinham um gosto em comum pelo Forró. Este encontro aconteceu no Bar do Boné, no bairro do Ipiranga, e o que era pra ser apenas um um encontro semanal virou um convite para participar do Forró do Skenta na Troppo. Com influência do côco, ijexá, baião, MPB e reggae, a banda se prepara para gravar seu primeiro álbum.

Diogenes e banda
Teatro
Música
11/12
19h
Livre
60 minutos
Presencial no Teatro do CCG
O jovem Abrahão Oliveira Diogenes Aires (Diogenes), nascido em Mossoró (RN) e residente hoje em São Paulo, começou no meio artístico aos 15 anos, no tempo de escola, com uma banda de rock que durou 3 anos, sempre participando de eventos escolares. Aos 19 anos conheceu e se apaixonou pela música sertaneja. O Sertanejo Diogenes começou a tocar em casas de shows (Terra Country, Paraíso Sertanejo, Rancho Bambuzal e Rancho Toa Toa), além de festas sertanejas. NO CCG apresenta repertório de músicas autorais.

Centro Cultural Vila Formosa

O Menor show de Mágicas do Mundo
Circo
5/12
15h
Livre
50 minutos
Presencial na área externa
Espetáculo de palhaçaria e mágica itinerante feito na kombi do artista. O palhaço Conforto vai até o local, monta o cenário em seu carro e, com apresentações curtas, convida o público a se divertir com ele.

Mandrake
19/12
15h
Circo
Livre
50 minutos
Presencial na área externa
Espetáculo de circo de rua que conta a história de um famoso ilusionista das histórias em quadrinhos, que é a grande inspiração dos palhaços charlatões Mister Sizu e Madame Palhita. Eles apresentam números de desaparecimento, levitação e muito mais.

Sons de Vila
Música
3, 10 e 17/12
20h
Livre
60 minutos
Presencial na área externa
Em parceria com o Selo Eskambo, o CCVF promove uma nova parceria: Sons de Vila, com música, poesia, performances, artes plásticas, moda, DJs e gastronomia. Evento gratuito e a céu aberto.
Programação:
03/12 – DJ Ultrachic
10/12 – Dharma Samu
17/12 – Edição Batalha dos Lokos + DJ Erick Jay


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.