13.2 C
São Paulo
segunda-feira, 27 junho, 2022
Mais

    Campanha Dezembro Laranja reforça cuidados com o câncer de pele

    Mais lidas

    Câncer de pele é o tumor de maior incidência no Brasil


    A exposição solar excessiva sem proteção adequada é um dos principais fatores de risco para o câncer de pele, principalmente, em pessoas de pele, cabelos e olhos claros.

    Criada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, a campanha Dezembro Laranja reforça a importância de prevenir o câncer de pele, o tumor de maior incidência no Brasil.

    De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), até o final de 2016, estima-se em média 181 mil novos casos, sendo que, deste total, 5.670 mil correspondem a novos casos de melanoma.

    O câncer de pele pode ser dividido em melanoma e não-melanoma. Os tipos mais comuns são:

    Carcinoma basocelular: caracterizado por lesões elevadas peroladas, brilhantes ou escurecidas de crescimento lento e que costumam sangram com facilidade. É o câncer de pele mais frequente na população e corresponde a cerca de 70% dos casos;

    Carcinoma espinocelular: apresenta lesões verrucosas ou feridas doloridas e com sangramentos, que não são cicatrizadas depois de seis semanas. É o segundo tipo de câncer de pele de maior incidência no ser humano e equivale a mais ou menos 20% dos casos da doença;

    Melanoma: se manifesta por pintas ou manchas escuras que crescem e mudam de cor e formato rapidamente. As lesões também podem vir acompanhadas de sangramento. Apesar de corresponder a apenas cerca de 10% dos casos, é o tipo de câncer de pele mais grave, pois pode provocar metástase (espalhamento para outros órgãos) rapidamente e levar à morte.

    Conhecer bem o próprio corpo é muito importante na hora de detectar qualquer irregularidade na pele, afinal o câncer da pele pode ser confundido com a pintas, eczemas ou outras lesões benignas.

    Prevenção

    O diagnóstico da doença é feito por dermatologista após realização de exame clínico ou biópsia, quando um fragmento da pele é retirado para ser analisado.

    Algumas dicas são cruciais em qualquer época do ano, principalmente no verão. E nada melhor do que curtir o calor de forma protegida para não sofrer queimaduras na pele.

    Evite exposição prolongada ao sol entre 10h e 16h, pois são nesses horários que o sol está mais forte. Além disso, independente se estiver no sol ou na sombra – até mesmo em dias nublados -, não deixe de usar filtro solar com fator mínimo de proteção 15.

    Lembre-se que usar o filtro solar apenas uma vez durante todo o dia não te protege o dia todo. É necessário reaplicá-lo a cada duas horas, durante a exposição solar.

    Além do filtro solar, também é indicado usar outras opções de proteção, como bonés ou chapéus de abas largas e óculos escuros.

    Esse conjunto de hábitos e medidas contribui para a proteção contra o envelhecimento precoce da pele e a ocorrência de um câncer, e para que o verão e outras épocas do ano sejam curtidos da melhor maneira possível.


    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas