20.7 C
São Paulo
terça-feira, 24 maio, 2022
Mais

    Câmara Municipal instala CPI da Evasão Fiscal

    Mais lidas

    Após duas CPIs com saldos positivos para cidade de São Paulo, desdobramento investigará sonegação de imposto por simulação de endereço. Vereador Ricardo Nunes é eleito presidente da CPI


    Por: Assessoria de Comunicação Vereador Ricardo Nunes

    A Câmara Municipal de São Paulo iniciou mais um trabalho de investigação contra o crime tributário de grandes empresas no município com a implantação da CPI (Comissão Parlamentar de Investigação) da Evasão Fiscal. Já nas duas primeiras reuniões foram solicitados documentos à Secretaria Municipal da Fazenda e às empresas, por meio de requerimentos, para que possam fazer o cruzamento de dados.

    O Vereador Ricardo Nunes foi eleito presidente da CPI da Evasão Fiscal

    Composição

    O vereador Ricardo Nunes (MDB), proponente da nova Comissão, será presidente do colegiado. “Tenho certeza que faremos um excelente trabalho para a cidade de São Paulo, como foi feito nas outras CPIs, trazendo bastante divisas e corrigindo injustiças”, salientou Nunes.

    Histórico

    A instalação da CPI da Evasão Fiscal dará continuidade aos trabalhos de investigação da Câmara Municipal de São Paulo iniciados em 2014, quando o vereador Ricardo Nunes (MDB), indicado para presidência da CPI, era o relator do Orçamento da cidade de São Paulo. Na oportunidade, Ricardo Nunes informava que os números não fechavam e as contas públicas já apresentavam evidentes desequilíbrios.

    Criou-se então a primeira CPI, que foi a do Theatro Municipal, onde identificou-se o desvio de R$ 18 milhões. Em seguida foi formada a CPI da Dívida Ativa para investigar os grandes devedores da cidade de São Paulo.

    Posteriormente, em 2018, a Câmara Municipal iniciou uma nova investigação com a criação da CPI da Sonegação Tributária. As primeiras constatações eram de que diversas empresas possuíam sua sede fictícia em um outro município que não o de São Paulo, porém, efetivamente realizavam as suas atividades na capital paulista. A cidade recuperou no total mais de R$ 1,3 bilhão com a ação da CPI.


    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    - Patrocinado -

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas