Bares do Itaim Bibi desrespeitam as regras sanitárias durante pandemia

0
70

Clientes sem máscara, falta de distanciamento nas filas, bares abertos após às 22h: essa foi a situação no Itaim Bibi. Na região do Ibirapuera aconteceram duas festas clandestinas com multas de R$ 150 mil para os organizadores. O Estado de São Paulo já superou os 700 mil casos de Covid-19 e as mortes na capital paulista aumentaram 8,8% nas últimas duas semanas


O segundo final de semana de bares e restaurantes abertos até às 22h foi de desrespeito aos protocolos de segurança em alguns bairros boêmios da capital, como no Itaim Bibi.

Em alguns bares da Rua Soares de Barros não existia distanciamento nas filas e havia muitas pessoas sem máscaras, mesmo enquanto não faziam uma refeição (já que a máscara só pode ser retirada para comer e beber). Em bares da Rua Professor Atílio Innocenti, também havia aglomeração.

Nos bares localizados nas ruas Manuel Guedes e Jerônimo da Veiga não havia distância entre as mesas, pessoas bebiam nas ruas e até garçons de alguns bares não utilizavam máscara.

“… neste fim de semana era só passar no Itaim Bibi e ver muitos bares lotados e a maior parte dos frequentadores sem máscara (…) desse jeito não é possível baixar a contaminação”, é um dos relatos publicados em uma rede social.

Segundo a Secretaria Municipal das Subprefeituras, desde início da quarentena, 1.003 estabelecimentos comerciais foram fechados sendo que 602 deles são bares, restaurantes, cafeterias e lanchonetes.

A multa para estabelecimentos comerciais é de R$ 9.231,65 por metro quadrado. Bares e restaurantes só podem atender durante 6 horas por dia, mas cada proprietário define se são 6 horas seguidas ou se esse tempo será fracionado para atender o público em diferentes horários.

No primeiro final de semana com os bares abertos até às 22h, 79 locais foram interditados pela Prefeitura por causa da aglomeração e por ultrapassarem o horário permitido sendo que 9 deles estão na região do Campo Limpo, na Zona Sul. No último final de semana (15 e 16), 36 bares foram fechados, sendo que 23 estabelecimentos foram fechados apenas no sábado (15).

Na Zona Sul, duas baladas clandestinas foram interrompidas pela fiscalização na região do Ibirapuera. Os organizadores dos eventos foram multados em R$ 150 mil pelas duas festas.

Vídeo circula em rede social mostra bar aberto depois do horário permitido

O Estado de São Paulo superou os 700 mil casos de Covid-19 e contabiliza 27.315 mortes. A maioria dos casos confirmados tem entre 30 e 39 anos (mais de 167 mil pessoas). Jovens entre 20 e 29 anos contabilizam mais de 115 mil casos da doença.

Nas últimas duas semanas o número de óbitos aumentou 8,8% na capital paulista. “Este é um fenômeno que nós estamos estudando. Tentando identificar o motivo para que a capital tenha, nessas últimas duas semanas, apresentado esse número. Há a possibilidade de que o fluxo, a velocidade da confirmação dos casos e da implementação dessas informações no sistema possa estar influenciando esse resultado”, disse João Gabbardo, coordenador executivo do Centro de Contingência contra o Coronavírus do Governo.


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.