Bairros da Zona Sul lideram roubos de celulares em 2020, revela estudo

0
67

Grajaú, Capão Redondo, Jardim Ângela, Campo Limpo e Cidade Ademar concentram quase 4 mil roubos de celulares neste ano. Um estudo do Departamento de Pesquisas em Economia do Crime da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado revelou que, a partir de junho, quando o comércio reabriu, os casos de roubo aumentaram em mais de 60%, se comparado com o mês maio


Dos 10 bairros da capital paulista onde mais aconteceram roubos de celulares, metade estão localizados na Zona Sul, de acordo com um estudo do Departamento de Pesquisas em Economia do Crime da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) com dados da Secretaria de Segurança Pública no primeiro semestre de 2020.

Das 39.996 ocorrências de roubo de celulares que aconteceram na cidade de São Paulo, 1092 ocorrências foram no Grajaú, 973 no Capão Redondo, 656 no Jardim Ângela, 644 no Campo Limpo e 586 foram em Cidade Ademar. Os outros casos aconteceram no Itaim Paulista, na República, em Itaquera, em São Mateus e na Bela Vista.

Esses 10 bairros somam 10,53% do total de casos registrados em todo o Estado de SP e 18,32% do total de casos na capital paulista. Cerca de 44% dos roubos acontecem durante a noite, 23% a tarde, 18% pela manhã e 13% durante a madrugada.

Na capital, as 10 vias onde mais as pessoas têm o celular roubado são: Avenida Paulista (215 ocorrências), Avenida Cruzeiro do Sul (167), Avenida Sapopemba (160), Avenida Ragueb Chohfi (160), Avenida Brigadeiro Faria Lima (153), Rua Augusta (136), Avenida Marechal Tito (131) e Avenida Ipiranga (127).

Segundo o estudo, nos meses de abril e maio houve uma queda brusca de roubos de celulares e um aumento de roubos em junho, quando o comércio reabriu. “Notamos que com a reabertura gradual da economia, as taxas de roubos já se elevaram, mas os números ainda se encontram inferior ao do mesmo mês do ano passado”, opina Allan S. Carvalho, economista e pesquisador do Instituto de Finanças FECAP.

Fazendo uma análise em todo o Estado de São Paulo, houve “uma queda de 38% no número de roubos no primeiro semestre de 2020, quando comparado com o mesmo período de 2019. Quando são comparados os dados mensais em relação ao mesmo período de 2019, pode ser notada quedas acentuadas, com grande destaque ao mês de maio (-58% em relação ao mês de maio/19). Entretanto, em junho/2020, os casos aumentaram em mais de 60%, quando comparamos com o mês maio/2020”, revela o estudo.


FALE COM A REDAÇÃO: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.