ARTIGO | Como driblar o estresse?

0
145

Estar estressado as vezes é normal, faz parte da vida em alguns momentos. Mas, viver sempre estressado por um longo período faz com que vários hormônios como o cortisol, adrenalina e noradrenalina fiquem elevados, prejudicando e diminuindo a qualidade de vida.

É quando alguns sintomas se apresentam, como queda de memória e concentração, alteração de apetite, tristeza, irritabilidade, dor de cabeça, queda de imunidade, cansaço, queda de cabelo e insônia. Outros sintomas além desses também podem estar presentes, como gastrite, disbiose, má digestão, dor muscular, queda na libido e envelhecimento precoce.

Se você apresentar esses sintomas ou alguns, há grandes chances de precisar de mais nutrientes, pois o estresse acaba com nossos nutrientes antioxidantes como vitamina C, E, A, magnésio, zinco e selênio. Especialmente quando associados a hábitos alimentares não adequados. Estes nutrientes e algumas plantas ricas em compostos bioativos podem evitar consequências mais sérias do estresse.

Plantas como a melissa, camomila e passiflora apresentam características ansiolíticas e são interessantes para minimizar os efeitos do estresse. Inclua ao longo do dia estes chás calmantes, não deixe para tomar só de noite, é necessário acalmar o sistema nervoso central o dia todo. Outros chás como chá preto e chá verde são ricos em L-theanina, que além de ajudar a reduzir o estresse, melhora a imunidade e acalma a mente.

Consuma alimentos ricos em vitamina C como o mamão, goiaba, acerola, kiwi, laranja, limão, pimentão, morango, manga e cajú. O abacate também é uma fruta ótima pelos compostos bioativos que tem, pelo perfil de vitaminas e pelos ômegas.

A meditação, sem dúvida, ajuda demais a acalmar e reduzir os hormônios do estresse, assim como os óleos essenciais, principalmente de lavanda e laranja doce que atuam no sistema nervoso central acalmando e relaxando.

Mas, é importante ressaltar que a alimentação saudável é primordial para que os resultados sejam seguros e eficientes. Portanto, aliar a alimentação saudável com estas condutas é uma boa estratégia para diminuir o estresse.

Estela Robeck
Nutricionista Clínica CRN 6550-4
Especialista em Nutrição Vegetariana
Graduanda em Fitoterapia e Substâncias Bioativas
Tel. (11) 98770-0334


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.