1ª Cãosciência da Zona Sul reúne mais de 300 pessoas e seus animais de estimação

0
118

Ação promovida pelo vereador Rodrigo Goulart reuniu ONGs, clínicas e pets shops em Interlagos para discutir a importância da saúde e do bem-estar dos animais


Cerca de 300 pessoas, juntamente com seus pets, participaram da 1ª Cãosciência no último domingo (13) na região de Interlagos. A ação foi idealizada pelo vereador Rodrigo Goulart, que é médico veterinário e grande defensor da causa animal na Câmara Municipal e teve como objetivo reunir tutores, empresas e ONGs para discutir a importância da saúde e bem-estar dos animais, conscientizar sobre o tema e, consequentemente, gerar novas conexões regionais no mercado pet. “Antes de ser vereador sou veterinário, formado em Santo Amaro, e quis trazer um pouco de informação sobre políticas publicas nessa área e o que estamos fazendo”, explicou o vereador.

A ação foi idealizada pelo vereador Rodrigo Goulart, que é médico veterinário

Rodrigo Goulart explicou sobre os próximos passos do edital referente a implantação de um hospital público veterinário na Zona Sul, que foi apresentado pelo prefeito Bruno Covas, e também sobre a importância de ter um castramóvel fixo na região. “A minha luta é para que todos hospitais universitários tenham uma parte veterinária, não apenas na Zona Sul, mas em toda a cidade. Se a gente conseguir serão sete novos hospitais. A nossa ideia aqui na Zona Sul é que tenhamos o da UNISA, onde me formei, e mais duas universidades. Então é um projeto muito grande e vai além desse edital que está na rua. Existem hoje cinco castramóveis da Prefeitura na rua, que já fazem o trabalho em toda a cidade; mas a minha sugestão é que faça um específico aqui na Zona Sul, local da maior concentração de cães e gatos e, infelizmente, em situação de rua. Não adianta todo o trabalho que a gente faça se não tiver um controle populacional. Cada ninhada tem, em média, de cinco a seis animais. Ou seja: a cada animal, são mais cinco abandonados. Só um veterinário formado com conhecimento técnico da causa e vereador pode falar e trabalhar nesse assunto”, finalizou Rodrigo.

Durante o evento foram distribuídas amostras e brindes; e foi feito um bate-papo com estudantes e profissionais de saúde animal. O público participou de uma feira de adoção; recebeu orientação e serviços de clínicas veterinárias, de higiene e estética animal, nutrição e exame de câncer de mama nas cadelinhas. “As cadelas também correm o risco de ter a doença e tem que ser operadas. A visita periódica ao veterinário é muito importante, porque quando é descoberto na hora não corre o risco de se espalhar para o pulmão e outros órgãos”, explicou Regina Santos, veterinária do ProntCão.

O ex-deputado federal, Antonio Goulart Reis, falou sobre sua proposta de criar um cemitério para animais domésticos e disse que ainda tem muita coisa a ser feita pela causa animal. “Quando eu era vereador apresentei um projeto que foi aprovado, mas que o Haddad vetou, que permitia que quem tivesse um túmulo poderia sepultar seu cachorro no terreno. Em vários países do mundo é assim. Hoje, 90% dos cães que morrem são sepultados nos quintais das casas. E nossa luta é para que, no futuro próximo, tenha também um cemitério de animais domésticos em São Paulo”, afirmou Goulart.

Para o casal Cristina Ferraz e Marcelo Ramos do Pet Shop Inovacão, esse evento “é muito importante para deixar claro para o tutor que não é só comida e água. Tem que ter a parte de estética, banhos, não deixar sozinho, tem as vacinas, a castração. O foco é esse que o Rodrigo queria: deixar claro o quão é importante a proteção animal e que o abandono de animais é crime”, explicou Cristina.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.