Zona Sul vai sediar Escola de Formação para professores da Rede Municipal

0
138

A Escola vai atender os 70 mil professores da cidade com palestras e cursos complementares ao currículo. No dia do professor (15), a Prefeitura anunciou a criação do Projeto Escola Digital, que pretende equipar 12 mil salas de aula com tecnologias que facilitem o ensino e a aprendizagem


A Vila Clementino, na Zona Sul da cidade, vai sediar uma Escola de Formação para professores da Rede Municipal. A Prefeitura vai investir R$ 4 milhões na reforma de um imóvel, que já foi uma escola, na Rua Estado de Israel, que vai atender os 70 mil professores da cidade. O local tem 20 salas de aulas, além de sala de artes, biblioteca, laboratório e sala de vídeo e dança.

Segundo a Prefeitura, a criação da Escola de Formação para professores é um pedido dos próprios educadores que, hoje, realizam cursos nas diretorias regionais de ensino ou em espaços parceiros. “Esse espaço possibilitará que seja realizada a formação continuada de nossos educadores em cursos para a implementação do currículo, palestras profissionais, grupos de trabalho, seminários”, explicou o secretário municipal de Educação, Bruno Caetano.

Os próximos professores que ingressarem na rede pública municipal não devem assumir suas vagas sem antes passar por um período de desenvolvimento na Escola de Formação para professores, com reforço de questões didáticas e abordagens do currículo. A Escola deve ser inaugurada em 2020.

Também para o ano que vem, a Prefeitura pretende equipar 12 mil salas de aula com, pelo menos, um computador em cada sala, internet de banda larga, caixas de som e projetores de tela; um investimento de R$ 90 milhões no Projeto Escola Digital.

“Não podemos mais ter escolas analógicas atendendo alunos que são digitais. A escola da lousa e do giz precisa competir com celulares, tablets e canais na internet. Por isso iremos investir, para que todas as 12 mil salas de aula do município sejam digitais, permitindo que o professor ensine em um ambiente equipado em todas as matérias”, disse o prefeito Bruno Covas.

O Projeto Escola Digital vai possibilitar que o professor utilize a Plataforma Digital do Currículo da Cidade de São Paulo, programa da Prefeitura em parceria com a Unesco e a Fundação Lemann, que fornece aulas online.


FALE COM A REDAÇÃO
Sugestões de pauta, envie email para: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.