Zona Sul registra aumento do número de prédios residenciais próximos a eixos de transporte

0
4

De 38 bairros da cidade de São Paulo que registraram aumento no número de lançamentos de prédios residenciais no entorno dos corredores de ônibus e estações de Metrô e CPTM, 10 estão localizados na Zona Sul. Em bairros nobres, aliás, a quantidade de unidades residenciais cresceu 40%


Em 2014, o Plano Diretor da cidade de São Paulo incentivou a concentração de novos imóveis no entorno dos corredores de ônibus e estações de Metrô. Esse incentivo mudou, inclusive, a habitação na periferia da cidade, que se tornou mais vertical, com a construção de prédios.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Urbanismo e Licenciamento, dos 38 bairros com mais prédios residenciais verticais (medidos por metro quadrado) lançados entre 2014 e 2018 próximos a estações de Metrô e CPTM e corredores de ônibus, 10 estão na Zona Sul: Pinheiros, Vila Mariana, Moema, Cidade Ademar, Jabaquara, Itaim Bibi, Santo Amaro, Socorro e Campo Belo.

Esses bairros da Zona Sul ficam próximos as Linhas 1-Azul e 5-Lilas do Metrô, da Linha 9-Esmeralda da CPTM e de grandes avenidas, como a Santo Amaro, Atlântica, Ibirapuera e Brigadeiro Faria Lima.

Em 2014, a cidade tinha cerca de 10% de unidades residenciais no entorno de eixos de transporte. Em 2018, esse número subiu para 33%. Em bairros nobres e onde o transporte dá acesso para todos os lugares, como Pinheiros, Vila Mariana e Moema, a quantidade de unidades residenciais cresceu ainda mais: 40%.

“A questão dos eixos vem acompanhada no Plano Diretor de polos de incentivos de empregos longe do Centro, porque a ideia toda não é só aproximar a pessoa do transporte e manter o mesmo padrão territorial com a grande parte dos empregos no Centro e com pessoas morando nas bordas. A ideia também é evitar esse movimento pendular”, diz Bianca Tavolari, professora do Insper e pesquisadora do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap).

De acordo com levantamento do mês de março do portal imobiliário Imovelweb, o valor médio do metro quadrado na Zona Sul está em torno de R$ 6.257, e o valor do aluguel: R$ 2.262.

No geral, o preço médio do m² na capital paulista foi de R$ 9.278 em março. Assim, um apartamento padrão na cidade (com dois quartos, 65 m² e vaga na garagem) custa, em média, R$ 568.952.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.