23.8 C
São Paulo
quarta-feira, 29 junho, 2022
Mais

    Prefeitura recebe opiniões da população para finalizar o Programa de Metas 2021-2024

    Mais lidas

    Durante o mês de abril, a Prefeitura realizou audiências públicas em todas as Subprefeituras para receber contribuições da sociedade civil, relativas a ideias e propostas que a população tem para a cidade de São Paulo. Até o próximo domingo (2), ainda é possível enviar opiniões sobre a cidade


    No mês de abril, a Prefeitura de São Paulo realizou audiências públicas em todas as Subprefeituras da capital paulista para apresentar o Programa de Metas 2021-2024 e divulgar os processos participativos do Plano Plurianual 2022-2025, a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2022 e os Planos de Ação das Subprefeituras.

    Foram realizadas 36 audiências, sendo uma de apresentação geral, 32 regionais por subprefeitura e três temáticas segmentadas pelos seis eixos temáticos centrais do Plano de Metas 2021: SP Justa e Inclusiva, SP Inovadora e Criativa, SP Segura e Bem Cuidada, SP Global e Sustentável, SP Ágil e SP Eficiente. Dentro desses eixos, há metas que contribuem para a mitigação dos efeitos da pandemia da Covid-19 ou para a retomada social e econômica da capital paulista.

    A versão inicial do Plano de Metas está disponível no site da Prefeitura até o próximo domingo (2). No documento, o prefeito Bruno Covas afirma que “a função máxima do Programa de Metas é manifestar em uma carteira de entregas – que inclui o desenvolvimento de novas políticas públicas, a expansão de serviços e de infraestrutura e o aprimoramento de ações – quais as prioridades para a gestão municipal pelos próximos quatro anos”.

    Entre as 75 metas, há destaque para:

    • Implantar 12 novos CEUs;
    • Estruturar 400 hortas urbanas;
    • Plantar 180.000 novas árvores;
    • Criação de 50 mil vagas em creches;
    • Implantar novo Hospital Veterinário;
    • Licenciar 300.000 moradias populares;
    • Implantar 8 novos parques municipais;
    • Inaugurar 45 novas unidades escolares;
    • Implantação de 30 novas unidades de saúde;
    • Implantação de 10 salas de cinema nos CEUs;
    • Criação de 49 mil moradias de interesse social;
    • Integrar 20.000 câmeras de vigilância até 2024;
    • Inauguração da Casa de Cultura Cidade Ademar;
    • Limpar 8.200.000 metros de extensão de córregos;
    • Implantar 300 quilômetros de estruturas cicloviárias;
    • Implantação de 50 quilômetros de faixas exclusivas de ônibus;
    • Realizar a manutenção de 1.500.000 metros quadrados de calçadas;
    • Contratar 1.000 novos guardas da Guarda Civil Metropolitana (GCM);
    • Implantação de Prontuário Eletrônico em 100% das UBS do Município;
    • Beneficiar 27.000 famílias com urbanização em assentamentos precários;
    • Implantar 24 novos serviços de atendimento à população em situação de rua;
    • Reduzir o Tempo Médio de Atendimento do serviço de Tapa Buraco para 10 dias;
    • Ofertar cursos de idiomas para os estudantes da Rede Municipal em todos os CEUs
    • Criar o 1º Centro Municipal para Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA);
    • Alfabetizar as crianças da rede municipal até o final do 2º ano do Ensino Fundamental;
    • Ampliar em 50% a capacidade de atendimento em equipamentos exclusivos para mulheres;
    • Implantação de 4 novos terminais de ônibus (sendo um na Zona Sul: Terminal Jardim Miriam);
    • Reduzir em 600 mil toneladas, a quantidade de resíduos enviados aos aterros entre 2021 e 2024;
    • Alcançar 20 mil pontos de acesso públicos à internet sem fio, priorizando a cobertura nos territórios mais vulneráveis;
    • Recuperar 20.000.000 de metros quadrados de vias públicas utilizando recapeamento, micro pavimentação e manutenção de pavimento rígido;
    • Implantação de 40 quilômetros de novos corredores de ônibus (sendo dois na Zona Sul: Corredor Nossa Senhora do Sabará e Corredor Miguel Yunes);
    • Combate ao racismo (inclusive com a implantação de um Centro de Atendimento para Hemoglobinopatias/Anemia Falciforme no Hospital Integrado Santo Amaro);
    • Redução de 15% do total de carga orgânica (proveniente da cidade de São Paulo) lançada no reservatório Guarapiranga com a identificação e monitoramento das microbacias que alimentam o Sistema Guarapiranga, em especial os casos críticos.

    Até o próximo domingo (2), a Prefeitura recebe contribuições da sociedade civil, relativas a ideias e propostas que a população tem para a cidade de São Paulo. Para enviar uma sugestão, acesse o site: https://participemais.prefeitura.sp.gov.br/

    Segundo o cronograma da Prefeitura, a versão final do Programa de Metas deve ser publicada em junho.


    SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas