Virada Sustentável completa 10 anos com programação online e presencial em SP

0
5

Pela internet, o Fórum Virada Sustentável 2020 realiza debates sobre mudanças climáticas, reciclagem e consumo consciente, diversidade e empoderamento. As intervenções presenciais acontecem na Av. Paulista, com performances em semáforos; no Minhocão, com intervenção sobre a Mata Atlântica; numa carreata poética, do Grajaú até a Av. Paulista, em homenagem a escritora Carolina Maria de Jesus; e em outros locais da capital


Nesta quarta-feira (16) começa a 10ª edição da Virada Sustentável na cidade de São Paulo e os 10 anos do evento serão celebrados de maneira híbrida: online, para evitar aglomerações (por causa da pandemia da Covid-19), e com algumas intervenções artísticas presenciais sobre sustentabilidade que acontecem no Largo da Batata, Av. Paulista, Minhocão, Brasilândia, Jardim Helena, Lapa e Grajaú, na Zona Sul.

“Acredito que o respeito ao meio ambiente, o consumo consciente, a diversidade irrestrita, a luta contra a desigualdade social e o cuidado com a saúde são as frentes que constroem um futuro mais sustentável a partir do indivíduo, e por isso adotamos estes temas como pilares desta edição”, explica André Palhano, um dos idealizadores do evento.

Na primeira semana de evento, entre 16 e 20 de setembro, os temas centrais são “Futuro & Mudanças Climáticas” e a principal ocupação física acontece no Largo da Batata, na Zona Oeste:

• instalação de dois ovos fritos gigantes, feitos pelo artista holandês Henk Hofstra;

• nos dois primeiros dias da Virada, o coletivo Projetemos vai projetar mensagens em vários prédios da cidade, inclusive em endereços da Zona Sul, como na R. Caio Prado (Campo Limpo) e Rua Maria Antônia (Campo Grande);

• pela internet, no dia 18 às 14h, acontece o Fórum Virada Sustentável 2020 com palestra e debate da economista britânica Kate Raworth, criadora da Economia Donut.

Na segunda semana da Virada Sustentável, entre 21 e 27 de setembro, os temas centrais são “Cidade Sustentável e Direito à Cidade, Água e Paz” e as principais ocupações físicas acontecem na Av. Paulista:

• três semáforos serão palco de três performances simultâneas com as provocações “Altere Seu Caminho”, “Em que Rio você mora” e “Plante”;

• outra performance será comandada por cinco pessoas que caminham pela Av. Paulista lendo um grande livro com poemas sobre Sustentabilidade;

• na Zona Sul, três coletivos culturais de grafite e educação (Salve Selva, Ateliê Daki e Imargem) vão produzir, ao mesmo tempo, três novos murais no Jardim Gaivotas, bairro do Grajaú;

• pela internet, no dia 21, acontecem quatro debates do Fórum Virada Sustentável 2020 sobre Economia Circular no Brasil. No dia 22, o Fórum continua com debates sobre Reciclagem e Consumo Consciente na Pandemia.

Na terceira semana de evento, entre 28 de setembro a 4 de outubro, os temas centrais são “Desigualdade Social & Diversidade”, com atividades que percorrem a cidade:

• intervenções e performances no Metrô Estação Brigadeiro sobre a construção de um REFUTURO possível;

• uma Carreata Poética saindo do Centro Cultural Grajaú até o MASP, na Av. Paulista, onde 9 poetas da Zona Sul e a filha de Carolina Maria de Jesus, a professora Vera Eunice, recitarão trechos do livro “Quarto de Despejo”, da autora Carolina Maria de Jesus. O evento acontece no dia 3 de outubro, a partir das 13h;

• 22 artistas desenharão graffitis em um muro de 150 metros na Rua Doutor Adelino Chaves, na Lapa;

• no dia 2 de outubro, o duo de artistas audiovisuais Ceci Soloaga e Ygor Marotta se junta com o Memorial Inumeráveis, representado por Gabriela Veiga e Edson Pavoni, para fazer uma obra que retrata povos indígenas;

• pela internet, o Fórum Virada Sustentável 2020 realiza debates sobre Diversidade e Empoderamento, retratando o “Isolamento e Empreendedorismo | A vida das mulheres na pandemia”, “A existência e a resistência da mulher negra” em entrevista com a cantora Elza Soares, e “Acesso Barrado: onde meu corpo não entra”, com a participação da cantora Preta Gil.

Na quarta semana da Virada Sustentável, entre 5 e 11 de outubro, os temas centrais são “Saúde e Bem-Estar; Consumo Consciente e Economia Circular” com atividades que percorrem a cidade:

• um Cine Drive In acontece no Shopping Center Norte de 7 a 12 de outubro;

• Mulheres Grafiteiras estarão nas Fábricas de Cultura da Zona Norte para retratar temas como a Amazônia e o Meio Ambiente;

• pela internet, o Fórum Virada Sustentável 2020 realiza debates sobre Cidades Sustentáveis e “O Futuro do Trabalho”, “O Futuro da Internet e as cidades inteligentes e sustentáveis”, “Segurança hídrica a partir de soluções baseadas na natureza”, “Mobilidade pós pandemia | Traçando modelos mais sustentáveis” e “Rio Pinheiros: passado, presente e futuro”;

Na quinta e última semana de Virada Sustentável, entre 12 e 18 de outubro, os temas centrais são “Amazônia e Meio Ambiente; Mobilidade Urbana” com ocupações físicas que acontecem na Av. Paulista e no Minhocão:

• exposição de cartoons do cartunista Andy Singer no canteiro central da Av. Paulista com reflexões sobre mobilidade;

• de 17 a 18 de outubro, 200 guarda-sóis estampados com florestas e 3 infláveis gigantes farão parte de uma intervenção urbana para que a cidade experimente “a sensação de estar submerso numa floresta da Mata Atlântica”;

• pela internet, o Fórum Virada Sustentável 2020 realiza debates sobre Meio Ambiente retratando os “Biomas em foco | Soluções e desafios para a preservação”.

Para participar dos debates, é necessário fazer inscrição no site: https://www.viradasustentavel.org.br/

Os debates do Fórum Virada Sustentável 2020 e todas as atividades online serão transmitidas no site e redes sociais da Virada Sustentável. A programação completa está disponível em: https://www.viradasustentavel.org.br/programacao-virada-sustentavel-sp-2020


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.