Vereadores podem atuar no combate às mudanças climáticas

0
70

Na última quarta-feira (08) Eduardo Trani, subsecretário de Meio Ambiente do Estado participou do Encontro Nacional de Parceiros Públicos & Privados na 5ª Edição do Conexidades – “O Brasil que a Nação Deseja”, realizada no Guarujá. O evento foi marcado por painéis que apresentaram as ações ao enfrentamento às mudanças climáticas e aos desastres ambientais. Durante sua apresentação no painel “Sustentabilidade e Meio Ambiente”, Trani convocou os mais de oito mil vereadores paulistas para debater o tema e se engajarem como em 2021, para implementar o Estatuto da Cidade.

O subsecretário apresentou os planos e ações implementados pelo Governo paulista, destacando a adesão do Estado de São Paulo à Campanha Corrida para o Zero – “Race to Zero”, da ONU, que tem por meta neutralizar as emissões de carbono até 2050. De igual modo anunciou o Programa Municípios Resilientes, que vai capacitar administrações municipais e prepará-las para evitar tragédias ambientais e humanas. As medidas são voltadas para reduzir os impactos causados pelo aquecimento global e os desastres ambientais recorrentes de enchentes e deslizamentos nas cidades brasileiras.

O Plano de Ação Climática 2050, que o Governo Estadual está engajado, é um importante documento com diretrizes para redução das emissões de gases de efeito estufa e ações traçadas para adaptação a mudança energética para uma matriz limpa, transportes menos poluentes, saneamento, agricultura e processos industriais. O plano deve ser pactuado com os diversos atores e tem o objetivo de receber propostas e sugestões para São Paulo levar à COP27, que será realizada no Egito, no final do ano.

Trani anunciou também a conclusão do Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE), uma plataforma que organiza informações territoriais sobre vulnerabilidades e potencialidades socioambientais, dividida em cinco grandes temas: resiliência as mudanças; segurança hídrica; salvaguardas à biodiversidade; economia competitiva e compromisso com a redução das desigualdades sociais. O ZEE é uma ferramenta essencial para o planejamento ambiental que orienta investimentos privados, licenciamentos ambientais e políticas públicas locais e regionais.

O painel Sustentabilidade e Meio Ambiente teve a participação do prefeito de Marília Daniel Alonso, do presidente da EMAE, Marcio Rea e do diretor Metropolitano da Sabesp, Ricardo Daruiz Borsari.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.