Torcedores paulistanos vivem gangorra de emoções com os resultados de seus clubes nesta temporada

0
1

Timão pode terminar temporada no G4; Palmeiras almeja Tri da Libertadores; Santos e São Paulo tem jogos complicados na luta pela permanência na série A


O coração dos torcedores paulistanos na reta final do Brasileirão está pulsando a mil, de acordo com o que seus clubes apresentaram nesta temporada, que entrou em fase final. Hoje separo pra vocês no #ColunãoDoEsporte o que as torcidas paulistanas estão vivendo nesta reta final do brasileirão.

SANTOS

Na parte de baixo da tabela, os santistas ficaram frustrados ao ver o time se recuar de forma preocupante, diante o clássico contra o Corinthians, na Neo Química Arena, mas derrota não complicou tanto a situação do Peixe, que está próximo de escapar de vez de um inédito rebaixamento, porém… há meu Deus, como essa palavra deve machucar o torcedor santista… Os próximos três jogos serão contra Fortaleza, em casa, Internacional no Beira-rio e Flamengo, no Maracanã, só pedreira dos grandes que estão brigando diretamente pelo G4 do Brasileirão.

Vendas de jogadores e dívidas que impossibilitam maiores negociações tornaram o vice-campeão da Libertadores 2020 como um time abaixo do esperado, o Rei Pelé deve estar pensando “ah se fosse eu jogando…”. Fábio Carille precisa encontrar um jeito de arrancar pontos preciosos nestes jogos contra os bichos papões do brasileirão 2021.

CORINTHIANS

Os torcedores do Timão estão mais do que felizes com a mudança da água pro vinho, após todas as contratações, que impactaram muito significantemente na jogabilidade do Corinthians, se tornou um time mais agressivo e competitivo, e pra quem começou o ano com frustrações atrás de frustrações, terminar uma rodada oficialmente no G4 é motivo de orgulho para o Sylvinho, que estava pressionado com maus resultados e questionado sobre sua posição em um clube com a grandeza do Corinthians, tem seus altos e baixos, mas o resultado está aparecendo.

De todas as torcidas, com certeza a do Corinthians estava com mais saudades de lotar o estádio, comparado a outros clubes da Série A, o Corinthians costuma ter sempre uma das melhores médias de público no ano, e como a torcida muda o astral dos jogadores, bem ou mal, a pressão da torcida influencia no comportamento dos jogadores, que se inspiram, tanto com o incentivo, quanto nos xingamentos da torcida adversária, afinal, quem não gosta de fazer a torcida rival ficar em silêncio?

O Corinthians está concentrado em terminar o brasileirão no G4, Renato Augusto veio para fazer a diferença e vem desequilibrando no meio campo, Roger Guedes também é outra contratação que deixou o Corinthians com vontade de atacar, fato que não vinha acontecendo, parecia um time tímido, sem atacantes, jogando por uma bola, hoje não, dá pra ver um Timão com posse de bola, com criatividade para pensar numa jogada pelo meio, com transições e velocidade, é um time que vai brigar por títulos na temporada seguinte… Libertadores 2022? Ainda é muito cedo pra pensar, mas uma Copa do Brasil, o Paulistão e até o Brasileirão, se dedicando a cada jogo, é possível sim!

PALMEIRAS

O Palmeiras percebeu que o título brasileiro está distante e optou por se aprimorar ao máximo para a Grande Final da Libertadores, contra o Flamengo no próximo sábado (27). A equipe veio desfalcada contra o São Paulo, no último Derby, no Allianz Parque, e também veio de uma derrota contra o Fortaleza no último sábado, embora tenha jogado com a maioria titular, alguns foram poupados durante a partida, como no caso de Dudu, Roni e Gustavo Scarpa, peças fundamentais e que foram preservadas para manter o melhor condicionamento físico para a final.

E o torcedor palmeirense está vivendo um conto de fadas ao ver seu time chegar na final da Libertadores pelo segundo ano seguido, foi um gostinho muito especial ganhar do rival Santos, mesmo que em um jogo morno, clássico é clássico e todos se estudaram ao máximo para não errar. Mas agora é o Flamengo, é contra um time que tem como prioridade tática o ataque, misturando tática com qualidade, a equipe do Flamengo possui um dos ataques mais mortais da América do Sul, mas nada que diminua ou menospreze o Verdão, que também possui muita eficiência com Dudu e Rony. Tanto Flamengo, quanto Palmeiras, venceram as duas ´´ultimas Libertadores fazendo gols nos acréscimos do segundo tempo.

Pelo histórico de Abel Ferreira, o Palmeiras poderá se fechar na defesa e procurar uma bola ou contra ataque rápido, tendo em vista que o Flamengo é um time que gosta da posse de bola e ataque, Abel é o típico técnico que sempre vai haver corneteiros, pelo fato de usar a estratégia para jogar feio e dar resultado, é muito melhor do que jogar bonito e perder, mas sempre há quem criticar não é mesmo?

SÃO PAULO

Dentre os times paulistanos, o Tricolor do Morumbi é o que está mais abaixo da tabela, apenas 1 ponto atrás do Santos. Com a segunda vitória seguida do Grêmio, que estava quase morto na Zona de Rebaixamento, acendeu-se um alerta amarelo nos são paulinos, a vitória contra o Palmeiras foi fundamental para inibir a moral abalada diante a derrota catastrófica contra o Flamengo, em pleno Morumbi, por 4×0, mas não só isso, se distanciar do rebaixamento é a prioridade máxima, antes de pensar em qualquer vaga de Sul Americana e até mesmo a Libertadores.

Destaco a importância tática e ofensiva do meia Gabriel Sara, é uma cria da base que vem se desenvolvendo e amadurecendo muito com a utilização durante as partidas, não tem medo de arriscar e sabe usar a posse de bola a seu favor.

A volta de Rogério Ceni foi controversa, teve torcedores que amou, outros odiaram, pelo fato de ter treinado o Flamengo, mas isso não apaga seu histórico de maior ídolo da história do clube e a torcida tem mais é que abraçar o treinador.

Hoje o jogo da TV é São Paulo x Athlético-PR no Morumbi, o time paranaense vem de um título do bi-campeonato da Sul Americana e vem de uma ressaca de comemoração, é o momento oportuno para fazer a lição de casa e garantir os 3 pontos, o problema é que o Athlético possui a mesma pontuação que o São Paulo, 41 pontos, e mesmo com o título e a classificação para a final da Copa do Brasil, o clube deixou o Brasileirão de lado completamente e briga também para não cair, isso já aconteceu com o Palmeiras, em 2012, o time, na época comandado por Felipão, ganhou a Copa do Brasil e foi rebaixado.

O São Paulo ainda terá pela frente o Sport, em casa, e o Grêmio, fora, ou seja, os próximos 3 jogos serão 3 finais de 6 pontos cada, por isso a vitória contra o Palmeiras foi fundamental para entrar nessa sequência de confrontos diretos com a cabeça erguida e concentrado em manter a tradição do Tricolor em nunca ter sido rebaixado.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.