Suspeitos de roubos a casas em Moema são presos em operação da Polícia Civil

0
49

Pelo menos um homem foi preso, suspeito de roubar R$ 600 mil em joias, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública. Em 2020, moradores de bairros nobres, como Moema, Campo Belo e Itaim Bibi sofreram com invasões e roubos as casas e condomínios


Na última quarta-feira (16), a Polícia Civil deflagrou a Operação Safira II para prender uma quadrilha que roubava casas no bairro de Moema. Foram cumpridos três mandados de prisão e busca e apreensão.

Pelo menos um homem foi preso, suspeito de roubar R$ 600 mil em joias, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública. “Trata-se de uma quadrilha grande que nós prendemos uma boa parte há aproximadamente 20 dias e hoje nós estamos prendendo a segunda parte. Tem dois ainda que estão sendo procurados”, disse o delegado Murilo Fonseca, do 27º Distrito Policial Campo Belo.

Em 2020, moradores de bairros nobres, como Moema, Campo Belo e Itaim Bibi sofreram com invasões e roubos as casas e condomínios.

Em agosto, integrantes de três quadrilhas foram presos: no dia 1º um grupo furtou um apartamento de alto padrão e levou joias, roupas, produtos eletrônicos e dinheiro. No dia 16, duas quadrilhas assaltaram casas em Moema no mesmo dia. Já no dia 19, quatro homens foram presos após participarem de um assalto em uma residência na Rua Farrapos, no Campo Belo.

Em outubro, policiais civis do Departamento de Polícia Judiciária da Capital, do 27º DP prenderam dois homens e uma mulher suspeitos de roubarem casa na região de Moema.

Entre 2014 e 2018, o Estado de São Paulo registrou 12 mil casos de furtos e roubos a casas e condomínios. Na capital paulista, foram registrados mais da metade desses casos: 7.883, sendo que 4.729 casos ocorreram só em 2018.


SUGESTÕES DE PAUTA: [email protected]

- Patrocinado -

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.