SP atinge marca de 10 mil Carteiras de Identificação de Transtorno do Espectro Autista

0
455
Documento evita que pessoas autistas e seus familiares passem por situações constrangedoras

Poupatempo do Canindé oferece serviço presencial de solicitação e cadastro do TEA


O Governo de São Paulo já atingiu o número de 10.022 Carteiras de Identificação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (Ciptea) em todos os 645 municípios paulistas. O documento vem sendo oferecido pela gestão estadual desde abril, de forma gratuita.

A carteira visa facilitar a identificação da pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e seus responsáveis, assegurando mais rapidez no acesso a serviços públicos e privados de saúde, educação, assistência social e outros em todo o território paulista. A iniciativa é da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e o documento foi desenvolvido pela Secretaria de Gestão e Governo Digital.

A primeira beneficiada em São Paulo foi Elisa Manuela Melo, de 4 anos. A mãe dela, Sarita Cristina Melo, afirmou que a Ciptea é fundamental para dar mais qualidade de vida para a filha, que ainda não desenvolveu a fala.

Para ela, o documento evita que pessoas autistas e seus familiares passem por situações constrangedoras. Desde a emissão, Sarita explica que já utilizou a identificação da filha em filas de supermercados e no cinema.

“Como mãe, já me senti constrangida em diferentes situações. Acho que a partir do momento em que a criança está ali com a sua carteirinha, já diminui muito o preconceito. Isso cria uma conscientização do que é autismo e quais são os seus direitos. De que autismo não tem cara, não têm características físicas e eles precisam ser respeitados de acordo com a sua condição.”

Para obter o documento, é preciso acessar o portal Ciptea criado pela Prodesp – a empresa de Tecnologia do Governo de São Paulo –, preencher um cadastro e anexar os documentos solicitados, como foto de rosto e laudo médico. Quando aprovada, a carteirinha ficará disponível para download e impressão.

O Poupatempo do Canindé, na zona norte da capital, oferece o serviço presencial de orientação para solicitação e cadastro. Todo o processo é validado no próprio posto, com impressão e entrega imediata do documento. Outros postos do Poupatempo no litoral e no interior passarão a oferecer o serviço de forma gradativa.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.