17.8 C
São Paulo
sexta-feira, 27 maio, 2022
Mais

    Segunda maior economia do mundo lidera desenvolvimento de criptomoedas

    Mais lidas

    Xi Jinping, presidente da China, declarou recentemente que o país precisa liderar o desenvolvimento de blockchain como uma tecnologia central de inovação


    O sistema financeiro praticado no mundo atualmente está cada vez menos sustentável. A crise imobiliária dos Estados Unidos, em 2008, parece ter escancarado um problema que muitos países já sofriam e até hoje não souberam como resolver, deixando milhões de pessoas desempregadas, sem dinheiro ou perspectiva de um futuro melhor.

    Com o propósito de devolver o poder de suas economias às pessoas, a primeira criptomoeda do mundo, o Bitcoin, foi criada. Em 2010, o público ligado à tecnologia teve acesso às primeiras unidades. De lá pra cá, o interesse aumentou e o mundo passou a aceitar essa nova classe de ativos.

    Para se antecipar e buscar novas soluções, a China, segunda maior economia do mundo, aposta nessas moedas digitais. Seu presidente, Xi Jinping, declarou recentemente que o país precisa liderar o desenvolvimento de blockchain como uma tecnologia central de inovação.

    O blockchain é a base de milhares de moedas digitais. “Ele é um banco de dados em que as transações são gravadas em blocos sequenciais. Cada bloco tem um código único, que conecta os blocos anterior e posterior, numa cadeia de blocos com autenticidade garantida”, explica Guido Malato, CEO da exchange de criptomoedas CashCode.

    Algumas notícias ainda dão conta de que o governo chinês estaria dando “retoques finais” para o lançamento de uma moeda digital própria, emitida pelo Banco Central. O país ainda tem pelo menos 700 empresas de blockchain, sendo 83 instituições de pesquisa e 34 bancos.

    “Esse é um movimento que deve seguir em todo o mundo. Uma pesquisa recente mostrou que 75% dos Bancos Centrais já trabalham na elaboração de uma criptomoeda própria ou na adequação do blockchain em seus sistemas. No Brasil, o Ceará está aplicando o blockchain para desburocratizar alguns serviços públicos e facilitar a abertura de empresas no estado e o empreendedorismo”, acrescenta Guido.

    Esses “simples” conjuntos de caracteres, que formam uma criptomoeda, podem possuir um valor monetário ou simbólico, dependendo do objetivo, de quem irá utilizar e da oferta e demanda pelo ativo. Esse movimento é um marco histórico mundial e você pode fazer parte dessa revolução com a CashCode. Na exchange, você pode comprar e vender Bitcoin e outras 11 moedas digitais, com uma plataforma completa e segura. Acesse agora CashCode.io!


    FALE COM A REDAÇÃO
    Sugestões de pauta, envie email para: reportagem@gruposulnews.com.br

    - Patrocinado -

    Leia mais

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

    - Patrocinado -

    Últimas