São Paulo soma quase 3 mil casos de furtos e vandalismo a semáforos em cinco meses

0
34

A CET mantém equipes trabalhando 24 horas, incluindo finais de semana e feriados, para realizar os reparos e substituições necessárias nos equipamentos danificados


Um levantamento feito pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) mostra que, no período de janeiro a maio de 2022, foram registradas 2.970 ocorrências deste tipo de crime. O número representa, em média, 20 semáforos danificados por dia. Trata-se de um aumento de 60% em relação ao mesmo período de 2021, quando foram contabilizadas 1.854 ocorrências. No período de janeiro a maio foram reinstalados 205 quilômetros de fiação elétrica nos equipamentos alvos de dano ao patrimônio. É a distância aproximada entre São Paulo e a cidade de Ilha Comprida no litoral Paulista.

O vandalismo de um controlador pode afetar o funcionamento de até cinco cruzamentos semaforizados numa mesma região. A área central da cidade costuma concentrar o maior número de falhas por furto ou vandalismo. Neste ano, entretanto, verifica-se um aumento significativo na zona Leste/Sudeste.

Vale ressaltar que a cidade de São Paulo tem o maior parque semafórico do País, com 6.664 cruzamentos e travessias semaforizadas. No ano de 2021 tivemos 283 ocorrências de furto/vandalismo em controlador, uma média de 23/mês. No período de janeiro a maio, o número foi de 195 ocorrências, uma média de 39/mês.

Ao longo de 2021, a CET gastou mais de R$ 40 milhões em manutenção de semáforos, sendo R$ 13 milhões decorrentes de furtos. Neste ano de 2022, foram gastos, até abril, R$ 19 milhões, dos quais R$ 8 milhões somente com reposição de materiais e consertos em razão de furtos.

Para minimizar o volume das ocorrências, a CET tem feito:

● Nos controladores semafóricos o alteamento e reforço nas portas e instalação de alarmes sonoros;

● A concretagem e soldagem das tampas das caixas de passagem da fiação elétrica;

● Soldagem das janelas de inspeção das colunas semafóricas.

Os danos causam prejuízos e, principalmente, colocam em risco a segurança dos pedestres e condutores. Em todo o ano de 2021 foram registrados 32 flagrantes de furto ou vandalismo de semáforos. De janeiro a maio de 2022, foram oito flagras.

A população pode ajudar. Ao flagrar um ato criminoso, denuncie pelo 190 ou 156.

A CET atua conjuntamente com a Secretaria de Segurança Pública, Polícias Civil e Militar e a GCM para a adoção de medidas que combatam esse tipo de crime tão nocivo à cidade. A população pode ajudar.

Vias na cidade recordistas de furtos e vandalismo no período de janeiro maio/2022:

  • Av. Marechal Tito
  • Av. Ragueb Chohfi
  • Estrada do Imperador
  • Av. São Miguel
  • Av. Gov. Carvalho Pinto/Av. Calim Eid
  • Av. do Estado
  • Av. Líder
  • Rua Victorio Santim
  • Rua Teixeira Leite
  • Av. Dr. Assis Ribeiro
  • Rua Brig. Tobias
  • Av. dos Metalúrgicos
  • Av. Sapopemba
  • Av. Rio Branco
  • Av. Jabaquara
  • Av. Itaquera
  • Rua da Consolação
  • Av. Celso Garcia
  • Av. Carlos de Campos

Números de 2021

Durante todo o ano de 2021, a CET registrou 5.237 ocorrências de furto e vandalismo de componentes de equipamentos de sinalização semafórica na cidade de São Paulo. Destaque para os controladores semafóricos, num total de 283 furtados e vandalizados e aproximadamente 391.090 metros de cabos elétricos furtados.

Números de 2019 e 2020

Durante todo o ano de 2020, a CET registrou 4.554 ocorrências de furto e vandalismo de componentes de equipamentos de sinalização semafórica na cidade de São Paulo, foram furtados aproximadamente 393.000 quilômetros de cabos elétricos. Em 2019, foram 1.969 ocorrências de furto e vandalismo, totalizando 185.000 quilômetros de cabos elétricos, além de componentes eletrônicos de energia e controle.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.