Saiba como se proteger das doenças respiratórias comuns no inverno

0
56

Com a chegada do inverno, os cuidados com a saúde devem ser redobrados. O clima frio aumenta a incidência de algumas doenças respiratórias, especialmente em crianças e idosos, que são os mais afetados pelas baixas temperaturas. Confira os problemas mais comuns desta época do ano:

Gripe e resfriados

O resfriado costuma surgir mais devagar e gradativamente. Já a gripe surge sempre de forma repentina, com sintomas considerados mais graves, especialmente para crianças e idosos que se enquadram em grupos de risco.

Sintomas como espirro e coriza são típicos de resfriados. Já no caso da gripe, podem ser notados sinais como febre alta seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca.

O imunizante contra o vírus Influenza, causador da gripe, é oferecido para toda a população da capital com idade acima de seis meses de idade. O objetivo, com a chegada do inverno, é atingir 90% de cobertura vacinal com este imunizante. A vacinação ocorre em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas, das 7h às 19h, além dos megapostos, das 8h às 17h.

Bronquiolite

A bronquiolite é uma inflamação aguda que acomete os bronquíolos, vias aéreas mais estreitas do pulmão, responsáveis por conduzir o ar para dentro dos pulmões. A doença atinge com maior frequência os bebês menores de dois anos. Os principais sintomas após o contato com o vírus incluem dificuldade para respirar, obstrução nasal, coriza e tosse.

Bronquite

A bronquite é a inflamação dos brônquios, as principais vias respiratórias dos pulmões, e provoca sintomas como tosse seca ou com catarro, chiado no peito e até falta de ar.

A doença pode ser aguda ou crônica, dependendo da duração e agravamento do quadro. Quando os sintomas duram de uma a duas semanas, é considerada bronquite aguda. Por outro lado, na bronquite crônica os sintomas podem permanecer por toda a vida da pessoa.

Vale destacar que a bronquite aguda é mais comum em climas frios, uma vez que é causada, principalmente, por infecções virais, como gripe e resfriados.

Pneumonia

A pneumonia é uma doença inflamatória aguda que acomete os pulmões, geralmente causada por agentes infecciosos como bactérias, vírus, fungos ou pela inalação de produtos tóxicos. As principais manifestações de sintomas incluem falta de ar, dor no peito e tosse.

Além das crianças e dos idosos, as pessoas com algum grau de comprometimento imunológico, como portadores de doenças crônicas ou pessoas em tratamento de câncer, são mais suscetíveis. A vacina contra pneumonia (Pneumocócica 10-valente conjugada), que previne também outras doenças causadas por bactérias, como otite, está disponível nos postos de saúde, dentro do calendário de vacinação infantil.

Amigdalite

As baixas temperaturas contribuem para a redução do sistema de defesa do organismo, dando espaço para que agentes infecciosos se instalem nas tonsilas palatinas, também conhecidas como amígdalas. A amigdalite é um processo inflamatório que atinge as amígdalas, localizadas no fundo da boca.

O sintoma mais comum é a presença de placas de pus na garganta, além de dores de ouvido e de cabeça, perda de apetite, dificuldade para engolir, linfonodos (ínguas) no pescoço e mau hálito.

Meningite bacteriana

A meningite é uma inflamação das meninges, membranas que envolvem o encéfalo e a medula espinhal. Pode acometer pessoas de qualquer idade, mas as crianças menores de 5 anos são mais atingidas.

Embora a inflamação possa ser desencadeada por vírus, bactérias e outros agentes, a do tipo bacteriana é mais comum no inverno, porque a transmissão ocorre pelo ar, ou seja, através do contato com gotículas e secreções do nariz e da garganta. Os sintomas são febre alta, dor de cabeça, dificuldade para mover o pescoço, entre outros.

Por causa disso, a meningite bacteriana é mais comum no inverno devido à tendência de as pessoas se aglomerarem em espaços fechados, o que favorece a transmissão da doença. Também prevenível por meio de vacina, a Meningocócica C, que está disponível nos postos de saúde, dentro do calendário de vacinação infantil.

Principais cuidados com crianças e idosos

  • Vacinar-se contra a gripe, pneumonia, meningite e outras doenças contra as quais o SUS oferece imunizantes;
  • Lavar bem as mãos com água e sabão, usar álcool gel para higienização e evitar o contato com pessoas gripadas ou resfriadas;
  • O uso de máscaras em ambientes fechados continua recomendado na cidade de São Paulo em função da Covid-19, mas elas servem também para prevenir outras doenças transmissíveis pelo ar;
  • Agasalhar-se adequadamente durante essa época do ano e manter os ambientes limpos e arejados, a fim de diminuir a incidência de sintomas alérgicos e gripais.

SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.