Saiba como conseguir mudas de árvores e solicitar plantio em sua calçada

0
199

Prefeitura oferece espécies gratuitamente e o plantio pode ser solicitado por meio do Portal 156


Com o objetivo de amenizar as altas temperaturas na capital, a Prefeitura incentiva a arborização, oferecendo mudas e o plantio de espécies nativas, que trazem sustentabilidade ecológica. Para isso, a Administração Municipal aumentou a cobertura vegetal da cidade de 48,18% para 54,13%, além de agora contar com nove novos bosques de conservação.

Para solicitar o plantio em uma calçada é muito simples, basta fazer o pedido por meio do canal SP156, que está disponível por telefone no número 156, pelo site ou pelo aplicativo SP156.

Ao cultivar árvores em áreas públicas é necessário respeitar uma largura mínima de 1,20 metros para garantir a livre circulação de pedestres. Além disso, é importante considerar o tipo de rede presente no local, se convencional ou compacta, para determinar o porte da espécie que poderá ser plantada no local.

Para conseguir mudas para plantá-las no jardim de casa, basta fazer o pedido também por meio do 156 e fazer a retirada no Viveiro Manequinho Lopes, localizado no Parque Ibirapuera, na Zona Sul da capital.

O fornecimento de mudas de árvores tem como objetivo o plantio das áreas internas da cidade e é direcionado para pessoas residentes da capital, iniciativa na Campanha Permanente de Incentivo à Arborização Urbana.

O investimento verde da cidade em microdrenagem também conta com os jardins de chuva. São soluções baseadas na natureza que somam 320 locais, com uma área total de 86,7 mil metros quadrados.

As árvores melhoram a qualidade do ar ao absorver o CO₂, minimizam o barulho e estabilizam a umidade do ar, entre outras vantagens como melhorar a acústica. Ter uma árvore na calçada ou em casa também diminui o impacto das chuvas sobre o solo e auxilia na drenagem urbana, com a redução da velocidade de chegada das águas das chuvas, promovida pela interceptação e retenção temporária dessas águas pelas copas das árvores.

A aposentada Angelita Santos Fernandes, de 52 anos, moradora do Jardim Indaiá, no Itaim Paulista, vive essa experiência. Ela tem uma árvore em frente à sua casa e assiste o ir e vir de um grupo de saguis. “Eles vieram pra cá há três ou quatro anos. Todo domingo compro banana, porque gostam muito. Essa árvore é a casa deles e todos os dias, a partir das 18h, sobem para descansar”.


SUGESTÕES DE PAUTA: reportagem@gruposulnews.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.